Nildão lança livro “na ponta do lapso”

Capa do novo livro de Nildão

O cartunista e designer Nildão promove big festa para lançar “na ponta do lapso”, seu décimo quarto livro. Será dia 27 de janeiro, quinta-feira, a partir das 21 horas no Bar Santa Maria, próximo a Dinha, no Rio Vermelho. A animação fica por conta de DJ Roger N’ Roll & Dj Rafabela e o ingresso a 25 reais dá direito a um exemplar do livro.


O novo trabalho em formato postal, capa dura e totalmente colorido é composto de seis partes: na primeira “quem avisa, aviso é “ Nildão apresenta o humor sutil em falsos anúncios envolvendo marcas famosas, a segunda parte,  “abaixo a explicação”, aborda o humor através de associação de imagens, “assim é, se lhe apetece” terceira parte do livro, cria vínculos bem humorados entre imagens díspares. Já em “drops pops” e “tric-traques” o humor mundano está presente nas mais variadas formas e em “se oriente, ocidente” o autor cria situações bem humoradas entre ideogramas orientais e imagens expressivas.

Em oito anos seguidos, Nildão já lançou oito livros em animadas festas dançantes no bairro do Rio Vermelho. O que une todos eles é o humor sutil, matéria prima que o artista utiliza nos seus mais variados suportes. De nanodelicadezas a falsos logomarcas, de cartuns não verbais a anúncios fictícios o afiado e delicado humor de Nildão continua atual e a serviço da não paranóia, estado de espírito pouco cultivado nos dias de hoje. Todos os livros lançados nesse período estão à venda no site autoral: nildao.com.br


Nildão como cartunista publicou em 1980 o livro “Me segura qu’eu vou dar um traço”, em 88 lançou o livro “Bahia – Odara ou desce”, em 89 colocou no mercado o livro de grafites “Quem não risca não petisca”, em 98 lançou “Ivo viu o óbvio” além do flip-book  “Capoeira Ligeira” realizado em parceria com o fotógrafo Aristides Alves. Em 2001, foi a vez do livro de cartuns  “É duro ser estátua”. Em 2003 lançou “Poesia – Remédio contra azia”, sua primeira experiência no gênero, em 2005 lançou “Colíricas”, em 2006 colocou nas ruas “O sol nasce para toldos” além da coleção de postais “São será o Benedito e outros santos geneticamente modificados” criada em parceria com Renato da Silveira. Em 2007 publica “Borboletras” mais um trabalho composto de pequenos textos e nanodelicadezas. Em 2008 Nildão nos brinda com o livro “Penso, Logotipo” uma brincadeira divertida com as imagens e os ícones de nosso tempo, em 2009 retornou ao cartum através do livro de cores intensas:  “Quem pode pódio” e em 2010 voltou ao formato de pequenos textos com “as transparências enganam”.

Nildão já ganhou inúmeros prêmios em Salões de Humor além de ser premiado no meio publicitário com a vitoriosa campanha de cartuns feita para a Bahiatursa que o levou a participar como concorrente do Festival de Cannes. Teve poemas selecionados para o projeto Mídia Poesia 1 e 2, veiculado pela Rede Bahia e uma das frases do livro “Poesia-Remédio contra Azia” serviu de tema para o programa “Saia Justa”, na época apresentado por Rita Lee, Marisa Orth, Mônica Waldvogel e Fernanda Young. Atualmente Nildão publica um cartum às quarta-feiras na revista eletrônica TerraMagazine do portal Terra.

“Na ponta do lapso” e os demais livros de Nildão podem ser encontrados na Pérola Negra (Canela), Mídialouca (Rio Vermelho) na Urbanorama (Rio Vermelho) e no restaurante Ramma da Barra.
Contatos: newdao@ig.com.br Tel. 3240 5231

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s