O novo uniforme do Homem-Aranha em “O Espetacular Homem-Aranha 2”

Homem-Aranha_novo_uniforme_2

Confira a nova vestimenta do Aracnídeo em seu próximo filme. Haverá mudanças e, pelo que podemos perceber, será tudo mais próximo de como é nas HQs.

Homem-Aranha_novo_uniforme_1
O novo filme tem Andrew Garfield como Peter Parker/Homem-Aranha, Emma Stone no papel de Gwen Stacy, Martin Sheen vivendo tio Ben, Jammie Foxx é o vilão Electro, Shailene Woodley é Mary Jane, Dane DeHaan vive Harry Osborn, Paul Giammati será Rino e Felicity Jones está no longa mas ainda não foi divulgado seu papel. A direção é novamente de Marc Webb, o mesmo de O Espetacular Homem-Aranha. A estreia acontece em 2 de maio de 2014 nos Estados Unidos.

Fonte: CAPACITOR

Art Spiegelman ganha exposição na Galeria de Arte de Vancouver

spiegelman

Depois de Enki Bilal ganhar uma exposição no famoso Museu do Louvre, na França, chegou a vez de Art Spiegelman ter seu trabalho exposto na Vancouver Art Gallery, no Canadá.

A mostra Art Spiegelman CO-MIX: A Retrospective of Comics, Graphics, and Scraps começa no próximo sábado, dia 16 de fevereiro, e ficará aberta até o dia 9 de junho.

A exibição será uma retrospectiva dos trabalhos do quadrinhista, com desenhos produzidos ao longo de mais de 40 anos. São rascunhos, páginas de estudos, painéis com suas primeiras obras durante a década de 1970 e ilustrações recentes, incluindo originais de À Sombra das Torres Ausentes, graphic novel sobre os atentados terroristas de 11 de setembro. Também estarão disponíveis artes de Maus, seu mais aclamado trabalho.

“Estamos honrados por trazer essa poderosa e provocativa exibição para Vancouver e o Canadá. As exposições CO-MIX são parte do comprometimento da galeria em apoiar a cultura visual e apresentar os principais artistas trabalhando na área”, disse Kathleen Bartels, diretora da galeria.

Para o curador Bruce Grenville, Spiegelman é uma figura essencial das histórias em quadrinhos, tendo servido de grande influência e inspiração. “Ele continua a desenvolver novas e dinâmicas ideias dentro do mercado, e isso será retratado nessa mostra”, afirmou.
spiegelman_comixposter

Fonte: Universo HQ

Luís Capucho disponibiliza CD para download grátis

capucho_CDantigo_capa

Dono de cancioneiro underground que despertou o interesse de Ney Matogrosso em 2011 e 2012, durante a seleção de repertório do show Atento aos sinais, Luís Capucho sempre transitou pelo wild side, tal qual um Lou Reed dos trópicos. Poeta do amor e do sexo do submundo, o cantor e compositor capixaba – radicado em Niterói (RJ) desde a adolescência – construiu obra à margem do mercado e, talvez por isso mesmo, despertou naturalmente o interesse de gente antenada como Cássia Eller (1962 – 2001), cantora que deu voz a uma das composições de Capucho, Maluca, em seu álbum Com você… meu mundo ficaria completo (1999). Cássia ouviu Maluca na gravação ao vivo de show feito por Capucho no Café Laranjeiras, no Rio de Janeiro (RJ), em 1995. É esse registro que gerou o CD ao vivo Antigo – Luís Capucho 95, ora disponibilizado para download gratuito e legalizado no site oficial do artista neste mês de fevereiro de 2013. No disco, Capucho dá voz a 15 músicas de sua lavra com o seu violão e o de Naldo Miranda, único músico a dividir o palco com o cantor. Além do valor musical inerente ao cancioneiro gauche do artista, Antigo – Luís Capucho 95 é documento importante da atuação do artista antes de doença que o levou a trilhar outros caminhos artísticos, inclusive o de escritor. É que, em 1996, um ano após fazer o registro cru desse show no Café Laranjeiras, Capucho sofreu graves sequelas vocais e motoras por conta de neurotoxoplasmose, consequência de infecção pelo vírus HIV. Tais sequelas impediram que Capucho tocasse violão com a destreza de antes e alteraram o timbre de sua voz, desde então mais grave, encorpada (“Voz de Marianne Faithfull depois de sua fase de heroína”, como caracteriza com espirituosidade o próprio Capucho). Antigo – Luís Capucho 95 é o terceiro CD da discografia indie do artista, embora cronologicamente tenha sido gravado antes de Lua singela (2003) e Cinema íris (2012). Eis as 15 músicas do CD deste cantautor já gravado por Daúde (Romena) e Pedro Luís e a Parede – ora na mira dos olhos de farol de Ney Matogrosso:

1. Savannah (Luís Capucho e Suely Mesquita)
2. Pobreza (Luís Capucho)
3. Poltrona (Luís Capucho)
4. Máquina de escrever (Luís Capucho e Mathilda Kóvak)
5. Mamãe me adora (Luís Capucho)
6. Sua mãe (Luís Capucho)
7. O amor é sacanagem (Luís Capucho)
8. Humilhante (Luís Capucho)
9. Destruição (Luís Capucho)
10. Ella (Luís Capucho e Mário Newman)
11. Max (Luís Capucho e Marcos Sacramento)
12. Romena (Luís Capucho e Suely Mesquita)
13. Para pegar (Luís Capucho)
14. Petardo (Luís Capucho e Edil Carvalho)
15. Maluca (Luís Capucho)

Baixe agora mesmo o CD “Antigo” de Luís Capucho, gratuitamente: http://migre.me/diQ8R
Está no ar o novo site de Luís Capucho! www.luiscapucho.com – Lá você encontrará informações sobre o escritor, cantor e compositor, poderá ouvir sua discografia completa.

Fonte:Blog de Mauro Ferreira e assessoria do cantor
Mauro Ferreira é jornalista e crítico carioca especializado em música

Django Livre, novo filme de Tarantino, está em cartaz

django-livre
A antropofagia, no campo das artes, sempre foi um tema bastante traumático no Brasil. Tudo que recebemos de informação das culturas de fora nos parece pesado, demora a ser deglutido e o produto devolvido, ou seja, a reprodução em arte de nosso amálgama cultural é sempre ou excessivamente político-engajado, ou denso e hermético ou pueril e ingênuo. Não encontramos o equilíbrio. Com os americanos, acontece o contrário: a supremacia cultural torna-os leves, violentos e felizes. A antropofagia lá é uma celebração. Pro bem e pro mal.

Faço essa introdução para falar do filme Django Livre (candidato ao Oscar de Melhor Filme em 2013), de Quentin Tarantino. O americano parece ser o diretor que mais consegue misturar suas referências: cinema, quadrinhos, literatura, oriente, televisão e fazer com uma celebração em sua arte que, dentro de Hollywood, exalta e ironiza o próprio gênero em que se insere. Ironia e exaltação que, andando lado a lado de mãos dadas, se revelam o melhor do cinema americano como também um expoente de um cinema crítico. Tudo isso, deglutindo culturas e referências: algo raro e algo a ser destacado.

“Django Livre” é um filme sobre um negro-escravo americano, (representado por Jamie Foxx) , que é resgatado por Dr. King Schultz (Christoph Waltz) para ajudá-lo na tarefa de caçador de recompensa. Ganhando a liberdade, é ajudado pelo doutor a tentar salvar sua esposa Broomhilda (Kerry Washington), que é propriedade de Calvin Candie (Leonardo DiCaprio).
django-livre2
A obra parece completar uma espécie de trilogia da vingança montada por Tarantino, que começa com Kill Bill (volumes Um e Dois), passa por Bastardos Inglórios e se completa com “Django Livre”. Apesar de ser uma trilogia de quatro filmes, ou seja, uma trilogia meio torta, a comparação cabe, uma vez que se observa um caminho sequencial na lógica da vingança: primeiro das mulheres, depois dos judeus e agora dos negros.

Pode-se observar na formação da filmografia de Tarantino uma gradual politização e poetização e que, mesmo não abandonando sua mistura de referências pop, vai aos poucos refletindo uma questão política e social de seu país. Kill Bill joga a semente da opressão de uns sob os outros, pela evidência de uma estrutura social patriarcal-machista e violenta, passando por Bastardos Inglórios, que reposiciona a visão dos americanos sobre si próprios na segunda guerra, e agora, com Django Livre, a tentativa de redimir o papel do negro frente às estruturas estabelecidas.

Destaque no filme para a excelente atuação de Samuel L. Jackson, interpretando Stephen, um negro incorporado à família escravocrata e reprodutor da visão patriarcal vigente na época. Destaque também para a trilha sonora que enriquece o filme às vezes com citação aos filmes de cowboy, às vezes deslocando aquele velho oeste do sul americano para uma gangue de Nova Iorque.

Tanto se pode dizer do filme, mas o mais importante é também o mais simples: vale a pena. São tantas questões que se atravessam sem, no entanto, em momento algum parecerem pedantes, discursivas ou herméticas. O culto americano às armas está presente, assim como a violência gratuita e repentina comum nos filmes de Tarantino. É sempre bem ver a redenção explosiva daqueles que ficam ali circundando os tempos e as sociedades, sabendo que a vez deles nunca há de chegar.

Para finalizar, uma pequena digressão: já perceberam que todo filme do Tarantino acaba por falta de personagem?

Luiz Antonio Ribeiro é dramaturgo e poeta, formado em Teoria do Teatro pela UNIRIO – Univesidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, onde atualmente cursa Letras – Português/Literaturas.

Fonte: Acontece em Petrópolis

Vem ai mais uma do Super-herói da Marvel: Homem de Ferro 3

Homem-de-Ferro
Com Robert Downey Jr. e Gwyneth Paltrow no elenco, o filme “Homem de Ferro 3”, baseado no super-herói da Marvel, fala sobre Tony Stark (o Homem de Ferro), que é um industrial arrogante e brilhante que luta contra um inimigo sem limites. A estreia está prevista para 26 de abril
Fonte: Folha de São Paulo

Conheça a programação cultural do Museu Carlos Costa Pinto

Camaretas_e-Quarteto-Novo
A partir de 18 de fevereiro, além de conhecer as obras que compõem o acervo do Museu Carlos Costa Pinto e do agradável café que você pode papear com amigos, tomar ou comer algo, aproveitando o ótimo clima do versão baiano, tem muitas outras possibilidades para você explorar no Museu. Veja a programação abaixo e aproveite:

QUARTETO NOVO – Dia 18/02/2013 às 16 horas
Mario Soares | Violino
Djalma do Nascimento | Violoncelo
André Becker | Flauta
Ilza Santana da Cruz | Fagote

Repertório: Arranjos de “Carinhoso” e “Yesterday” estão lado a lado com o famoso
quarteto de Mozart “Eine kleine nachtmusic” (Serenata Noturna), bastante conhecida
pelo público em geral, fazendo com que este se aproxime mais da “Música Erudita”
ou a “Música de Concerto”. Dvorak, Devienne, Eilenberg e Brahms, entre outros,
completam o repertório bastante variado. O grupo tem recebido uma calorosa e
alegre reação nos diversos lugares onde tem tocado, divulgando o projeto
“Cameratas” e a Orquestra Sinfônica da Bahia- OSBA.

QUADRO SOLAR – Dia 27/02/2013 às 16 horas
Mário Gonçalves | Violino
Cândida Lobão | Violoncelo (explanadora)
Andrea Bandeira | Flauta

Repertório: Além de Mozart, G. Rossini, C. Bach, L. Boccherini e G. Gershwin fazem
parte do repertório do grupo. Os integrantes do Quadro Solar são músicos da
Orquestra Sinfônica da Bahia e têm em seus currículos experiência em diferentes
trabalhos de câmara e como solistas. O grupo se apresentou em alguns projetos
como “Porque Hoje é Sábado”, Projeto “Tocarte”, e no “X Festival de Música Instrumental
da Bahia”. Atualmente o quarteto integra também o projeto das Cameratas da OSBA.
Formado em 2001, o Quadro Sola atualmente é composto por Andréa Bandeira (flauta),
Mário Gonçalves (violino) e Cândida Lobão (violoncelo). O Projeto, uma iniciativa da
Secretaria de Cultura e Turismo, através da Fundação Cultural e Teatro Castro Alves,
tem como objetivo aproximar o grande público da música erudita, promovendo a
formação de platéia.

CINEMA NO MUSEU | Fevereiro e Março de 2013

20/02 (quarta-feira) – A Festa de Babette … Vencedor de 1 Oscar (Horário: 15:30 horas)
Elenco: Stéphane Audran, Birgitte Federspiel, Bodil Kjer
Diretor: Gabriel Axel
Gênero: Drama | Duração: 102 min | Ano: 1987
Sinopse: Babette é a mulher francesa que vai viver em pequena cidade dinamarquesa, onde cuidará
de casal de velhos, limpar a casa e cozinhar. E é cozinhando que ela se sai melhor, preparando
grandiosos banquetes.

28/02 – Desirée – O Amor de Napoleão (Horário: 15:30 horas)
Elenco: Marlon Brando, Jean Simmons, Merle Oberon
Diretor: Henry Koster
Gênero: Drama | Duração: 110 min | Ano: 1954 | Origem: EUA
Sinopse: Marlon Brando e Jean Simmons vivem uma intensa história de amor, mostrando a paixão de
Desirée, uma jovem camponesa, e o poderoso general Napoleão Bonaparte. Sofrendo as pressões da
época, o casal nutre a esperança de viver seu grande amor, mesmo que para isso tenha de sacrificar
seus ideais.

07/03 – Quero Casar-me Contigo (Horário: 15:30 horas)
Elenco: Sonja Henie, John Payne, Glenn Miller
Diretor: H. Bruce Humberstone
Gênero: Comédia e Musical | Duração: 86 min | Ano: 1941 | origem: EUA
Sinopse: John Payne, Sonja Henie e Milton Berle estrelam esta comédia leve e romântica que tem a
participação de Glenn Miller e sua orquestra interpretando uma banda iniciante chamada ‘’The Dartmouth
Troubadours’’. O conjunto está prestes a conseguir sua grande chance de sucesso em uma elegante
estação de esqui em Sun Valley, quando o romance entre a cantora Vivian Dawn (Lynn Bari) e o pianista
Ted Scott ( Payne) é abalado por uma jogada publicitária armada pelo empresário da banda Nifty Allen
(Berle). Nifty faz Ted adotar uma refugiada de guerra. E ele acaba sendo responsável por uma bela
norueguesa (Henie) que resolve se casar com ele.

14/03 – Garotas do Calendário (Horário: 15:30 horas)
Elenco: Helen Mirren, Julie Walters, John Alderton
Diretor: Nigel Cole
Gênero: Comédia | Duração: 108 min | Ano: 2003 | Origem: EUA
Sinopse: Comédia baseada na história real de senhoras de meia-idade que deixaram a vergonha de lado
e posaram nuas para um calendário beneficente.

21/03 – Bonita como Nunca (Horário: 15:30 horas)
Elenco: Fred Astaire, Rita Hayworth, Adolphe Menjou
Diretor: William A. Seiter
Gênero: Musical | Duração: 97 min | Ano: 1942 | Origem: EUA
Sinopse: Magnata argentino do ramo hoteleiro quer casar a bela filha primogênita com homem de sua escolha.
Mas o plano vai por água abaixo quando ela se apaixona por dançarino americano desempregado.

A programação musical tem entrada franca.
Para os filmes, é cobrado pelo ingresso R$ 8,00 (preço único)| Auditório do Museu

:: Fonte: Assessoria

Elenco de Os Vingadores se apresentará na cerimônia do Oscar

vingadores_elenco
Os produtores da cerimônia do Oscar, Craig Zadan e Neil Meron, confirmaram que cinco integrantes do elenco de Os Vingadores estarão presentes no evento para apresentar o prêmio de uma das categorias. Os cinco atores serão Robert Downey Jr., Chris Evans, Samuel L. Jackson, Jeremy Renner e Mark Ruffalo.

Como nada foi mencionado sobre Scarlett Johansson e Chris Hemsworth, eles não devem participar da reunião.

“Estamos felizes em reunir o elenco dos Vingadores para apresentar o nosso programa. O público que gostou do filme de maior sucesso do ano passado ficará animado em ver esses ótimos atores juntos novamente”, elogiaram os produtores.

Os Vingadores também concorre a um prêmio no evento, pois foi indicado na categoria de efeitos visuais.

O Oscar acontecerá no dia 24 de fevereiro, com Seth MacFarlane como mestre de cerimônias.

Fonte: Universo HQ

Mulheres líderes: CNN avalia carreira de Daniela Mercury

Confira o vídeo sobre a carreira da cantora brasileira, Daniela Mercury, que teve mais de 12 milhões de álbuns vendidos e uma sólida carreira de 30 anos.

No carnaval deste ano (2013) Daniela lança a música COUCHÊ, gravada com a banda Cabeça de Nós Todos, a qual estará no novo álbum que a cantora lançará junto com a Banda citada. Se não conhece, curta abaixo o ritmo africano “Semba”:

A última turnê da cantora Daniela Mercury é “Canibália”, a qual já viajou por diversas cidades do brasil e de vários países. A artista escolheu a apresentação na praia de Copacabana (RJ) para registrar e lançar em DVD. Você pode conferir parte do show abaixo:

Fonte: CNN | Youtube

Biografia em quadrinhos de Amy Whinehouse chega ao Brasil

amywinehousehq
A Conrad Editora lançará, em março, uma graphic novel com a história da carreira da cantora Amy Winehouse, morta em julho de 2011. A obra, de 46 páginas, é assinada pelo trio de autores franceses Christoph Goffette, Patrick Eudeline e Javi Fernandez.
amywinehousehq2
A editora ainda não confirmou preço ou formato do álbum.

O livro abre a série O Clube dos 27, sobre músicos que morreram com essa mesma idade, casos de Jim Morrison, Janis Joplin, Jimi Hendrix e Kurt Cobain. A ideia da Conrad é lançar um livro por ano, sendo que o próximo volume deve ser o do norte-americano Kurt Cobain, ex-vocalista da banda Nirvana.

Fonte: Universo HQ

Another é o novo mangá da Editora JBC

Another-1
A Editora JBC lançará, este mês, o primeiro volume do mangá Another (190 páginas, formato 13,5 x 20,5 cm, R$ 13,90).

Tudo começa com uma historia contada pelos alunos do Colégio Yomita: há 26 anos, havia um aluno chamado Misaki que, desde o primeiro ano, era uma pessoa querida por todos ao seu redor, bom aluno e ótimo atleta. Mas, no terceiro ano, ele caiu na turma 3-3 e perdeu a vida em um acidente. Os colegas de Misaki, sem saberem como lidar com a morte repentina do amigo, decidiram “fingir que Misaki estava vivo”. Porém, no dia da formatura, na hora que a foto da turma 3-3 reunida foi revelada, Misaki estava presente.
another-3154383
Agora, o recém transferido Koichi, terá que descobrir quem é a misteriosa aluna de tapa-olho e o que se esconde por trás dessa história toda em uma trama de muitas reviravoltas.

A história foi escrita por Yukito Ayatsuji, um famoso escritor de mistério e ficção policial que usa muitos elementos de reflexão em suas obras. A adaptação da obra para mangá, ficou por conta do ilustrador Hiro Kiyohara.

Trata-se de uma série de suspense e terror, lançada originalmente no Japão em 2009 como livro e posteriormente transformada mangá. Ganhou ainda um anime com 12 episódios e foi adaptado como filme, em 2012.

Another terá, no total, quatro volumes.

Fonte:Universo HQ