Uma jovem mulher negra é agora a personagem mais inteligente do universo da Marvel

Afinal, um pouco de representatividade não faz mal a ninguém! No domingo, a Marvel anunciou na Comic-Con de San Diego, Califórnia, a super-heroína mais inteligente do time: Lunella Lafayette. Aos 9 anos de idade a nova iorquina é a mais nova estrela dos quadrinhos que estreia a série Moon Girl and Devil Dinosaur (garota da lua e dinossauro do demônio, em tradução livre). Vem saber mais sobre essa história que a gente mal conhece mas já considera pakas!

A história foi escrita por Brandon Montclare Amy Reeder, revendo uma série dos clássico de dinossauros, transportando o T. Rex a moderna cidade de Nova York e substituindo seu amigo homem das cavernas por uma menina como Lunella, uma super gênio e portadora do genes não humanos.

TEM MAIS!
Mark Paniccia, um editor sênior da Marvel, confirmou para o BuzzFeed News que sempre houve um debate entre super-gênios e super-inteligentes. E que essa garotinha chegou para chocar a todos com suas habilidades.

“No terceiro arco de Moon Girl and Devil Dinosaur, Lunella enfrenta um desafio impossível de ciência que não só poderá provar a sua inteligência, mas também salvar o mundo. Ela também vai vai contar com alguns convidados, como grandes nomes da Marvel, como Hulk, Dr. Strange, os X-Men, The Thing e muito mais. “

Fonte: CEERT – Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdade

Anúncios

O que Lana Del Rey fez com a música tema de Romeu e Julieta?

Acabo de escutar pela primeira vez “Old Money” cantada Lanpor por Lana Del Rey. E vem aquela sensação estranha “oxente! estou ouvindo a música pela primeira vez e uma sensação de já conhecer a música. Como é que pode?”.

Lá vai eu pesquisar, pesquisar…. até achar “A Time for US”, música tema de Romeu e Julieta (1968).
Primeiro vejam o tema original:

Agora vejam o que Lana Del Rey fez:

Qual versão você gosta mais?

# Wilton Bernardo
Designer gráfico e artista visual
Gestor do curso de Quadrinhos Oficina HQ e da marca Laço Afro
http://www.wiltonbernardo.com | wiltonbernardo@hotmail.com

Pink Floyd lançará box com músicas inéditas do início da carreira

pink-floyd-london

O Pink Floyd lançará várias músicas inéditas como parte de um box que explora o início do lendário grupo de rock britânico, segundo anunciou nesta quinta-feira sua gravadora Sony Legacy Records. “The Early Years – 1965-1972”, que será colocado à venda em 11 de novembro, incluirá ao menos 27 CDs com músicas que não foram utilizadas, além de shows da banda.

Das canções que estão dentro do box, cerca de 20 jamais haviam sido divulgadas, até agora. Entretanto, algumas outras não são desconhecidas para os fãs, já que o grupo tocava às vezes trechos originais pouco conhecidos durante suas apresentações. Entre os títulos inéditos está “Vegetable Man”, escrita em 1967 pelo membro fundador Syd Barrett, que deixou a banda pouco depois devido a uma doença mental. A canção jamais foi divulgada oficialmente.

Segundo o agente do Pink Floyd, Peter Jenner, Roger Waters não queria lançar esta canção, já que a considerava muito sombria e incompleta. O baixista também abandonou o grupo em 1985, jurando que não queria ter nada a ver com o grupo. A banda liderada por David Gilmour lançou em 2014 o que seria seu último álbum, “The Endless River”.

O box sobre seus primeiros anos, que também irá conter sete livros, dos quais seis serão vendidos separadamente em 2017, não cobre o período de maior sucesso do Pink Floyd. O disco “The Dark Side of the Moon”, lançado em 1973 e em parte inspirado nos problemas mentais de Syd Barrett, continua sendo um dos mais vendidos de todos os tempos com 45 milhões de cópias. Já “The Wall”, de 1979, também está catalogado entre os melhores de todos os tempos.

Veja o trailer de divulgação do material:

Que tal ver um pouco mais? Mais um vídeo abaixo:

Fonte: (Correio do Povo e Youtube)

# Wilton Bernardo
designer gráfico e artista plástico apaixonado por cultura Pop
http://www.wiltonbernardo.com | wiltonbernardo@hotmail.com

Daniela libera DVD completo no Youtube

Daniela_Mercury

A cantora Daniela Mercury liberou o DVD completo “Canibália – Ritmos do Brasil” no Youtube. O DVD foi gravado no Reveillon do Rio de Janeiro e é uma das mais bem sucedidas turnês da cantora.

# Wilton Bernardo
designer gráfico e artista plástico apaixonado por cultura Pop
http://www.wiltonbernardo.com | wiltonbernardo@hotmail.com

Irmã Dulce: Campanha até 31 de julho

Irma_Dulce
Irmã Dulce: apoie este legado de amor!
Irma_Dulce_banner-1

Quando a beata Irmã Dulce começou as Obras Sociais Irmã Dulce, ela fez um voto de que ninguém, jamais, seria mandado de volta. Esse voto tem sido mantido vivo graças a pessoas como você. As Obras Sociais está com uma campanha que termina dia 31 de julho. Com o objetivo de atender mais pessoas, o Hospital precisa adquirir o equipamento Arco C, um aparelho que reduz o tempo cirúrgico e traz segurança de vida aos nossos pacientes. Você pode investir 5 minutinhos do seu tempo para conhecer a campanha e quem sabe se juntar a ela, seja colaborando e/ou compartilhando esse legado de amor. Todo valor ajuda muito!
LINK da campanha no site de crowdfunding: http://www.kickante.com.br/campanhas/irma-dulce-apoie-este-legado-de-amor

Veja abaixo algumas recompensas criadas pelo artista plástico Wilton Bernardo, o gestor deste blog que faz parte da Ação Cultural Oficina HQ, o qual também é o responsável pela marca Laço Afro:
caneca-2-frase

Chaveiro-com-Tag

# Wilton Bernardo
designer gráfico e artista plástico apaixonado por cultura Pop
http://www.wiltonbernardo.com | wiltonbernardo@hotmail.com

Tony Ramos à frente de talk show

Tony_Ramos-talk_show

O ator Tony Ramos estreou à frente de Talk Show ontem (27/7/16) no Canal brasil às 21:30h. O programa “A Arte do Encontro” formado inicialmente por 13 episódios, oferece ao público diálogo entre o ator e seus amigos convidados, sobre assuntos diversos coo tecnologia, religião, tolerância. Entre os convidados estão Antônio fagundes, Bárbara Paz, Natália Timberg entre outros.

# Wilton Bernardo
designer gráfico e artista plástico apaixonado por cultura Pop
http://www.wiltonbernardo.com | wiltonbernardo@hotmail.com

Harry Potter and the Cursed Child (Harry Potter e a Criança Amaldiçoada)

harrypotter

A Editora Rocco anunciou a data oficial de lançamento da versão impressa de Harry Potter and the Cursed Child (Harry Potter e a Criança Amaldiçoada). A pré-venda vai começar em 16 de agosto e o lançamento oficial será em 31 de outubro, no Dia das Bruxas. Além disso, foi divulgada a capa oficial do livro (imagem acima).

Além do espetáculo teatral, o universo de Harry Potter retornará ao cinema com o longa Animais Fantásticos e Onde Habitam, que terá a direção de David Yates e chega aos cinemas em 17 de novembro.
Fonte: site omelete.com.br

Fábio Moon e Gabriel Bá ganham o Eisner Awards

gabriel_fabio_eisner-768x613

Como já é tradicional, durante a San Diego Comic Con foram anunciados os vencedores do Eisner Awards, uma das principais premiações de quadrinhos em todo o mundo.
E os os irmãos brasileiros Fábio Moon e Gabriel Bá foram premiados pela graphic novel Dois Irmãos, que nos Estados Unidos foi publicado pela editora Dark Horse com o título Two Brothers. No Brasil, a obra saiu pela Quadrinhos na Cia., selo da Companha das Letras.
Trata-se de uma adaptação em quadrinhos do livro homônimo escrito por Milton Hatoum e conta a história de como se constroem as relações de identidade e diferença numa família em crise. No centro da trama, estão os irmãos gêmeos Yaqub e Omar e suas relações com a mãe, o pai e a irmã, que moram em Manaus/AM.
Eles venceram na categoria Melhor Adaptação de Outro Meio. O prêmio não é inédito para a dupla, vencedora do Eisner Awards em 2011 com Daytripper, eleita a melhor minissérie.
Outros destaques foram para as editoras Image Comics e Drawn & Quarterly, com cinco prêmios. Jason Aaron levou o troféu como melhor roteirista, enquanto Cliff Chiang venceu como melhor desenhista.
Já o mangá Showa: A History of Japan, de Shigeru Mizuki, levou o prêmio pelo segundo ano consecutivo.
Veja abaixo a lista completa dos vencedores.
Melhor História Curta
Killing and Dying, por Adrian Tomine, em Optic Nerve #14 (Drawn & Quarterly)
Melhor Edição Única (ou Especial)
Silver Surfer # 11: Never After, por Dan Slott e Michael Allred (Marvel)
Melhor Série Contínua
Southern Bastards, por Jason Aaron e Jason Latour (Image)
Melhor Minissérie
The Fade Out, por Ed Brubaker e Sean Phillips (Image)
Melhor Nova Série
Paper Girls, por Brian K. Vaughan e Cliff Chiang (Image)
Melhor Publicação para Jovens Leitores (até oito anos)
Little Robot, por Ben Hatke (First Second)
Melhor Publicação para Crianças (entre nove e 12 anos)
Over the Garden Wall, por Pat McHale, Amalia Levari e Jim Campbell (BOOM! Studios/KaBOOM!)
Melhor Publicação para Jovens Adultos (entre 13 e 17 anos)
SuperMutant Magic Academy, por Jillian Tamaki (Drawn & Quarterly)
Melhor Publicação de Humor
Step Aside, Pops: A Hark! A Vagrant Collection, por Kate Beaton (Drawn & Quarterly)
Melhor Webcomic
Bandette, por Paul Tobin e Colleen Coover (Monkeybrain/comiXology)
Melhor Antologia
Drawn & Quarterly, Twenty-Five Years of Contemporary, Cartooning, Comics, and Graphic Novels, editado por Tom Devlin (Drawn & Quarterly)
Melhor Trabalho Baseado na Vida Real
March: Book Two, por John Lewis, Andrew Aydin e Nate Powell (Top Shelf/IDW)
Melhor Graphic Novel em Álbum Inédito
Ruins, por Peter Kuper (SelfMadeHero)
Melhor Graphic Novel em Republicação
Nimona, por Noelle Stevenson (Harper Teen)
TwoBrothers
Melhor Adaptação de Outra Mídia
Two Brothers, por Fábio Moon e Gabriel Bá (Dark Horse)
Melhor Edição Norte-Americana de Material Internacional
The Realist, por Asaf Hanuka (BOOM! Studios/Archaia)
Melhor Edição Norte-Americana de Material Internacional – Ásia
Showa, 1953–1989: A History of Japan, por Shigeru Mizuki (Drawn & Quarterly)
Melhor Coleção ou Projeto de Arquivo de Tiras
The Eternaut, por Héctor Germán Oesterheld e Francisco Solano Lòpez, editado por Gary Groth e Kristy Valenti (Fantagraphics)
Melhor Coleção ou Projeto de Arquivo de HQs
Walt Kelly’s Fairy Tales, editado por Craig Yoe (IDW)
Melhor Roteirista
Jason Aaron, por Southern Bastards (Image), Men of Wrath (Marvel Icon), Doctor Strange, Star Wars, Thor (Marvel)
Melhor Roteirista/Artista
Bill Griffith, por Invisible Ink: My Mother’s Secret Love Affair with a Famous Cartoonist (Fantagraphics)
Melhor Desenhista/Arte-Finalista ou Time de Desenhista e Arte-finalista
Cliff Chiang, por Paper Girls (Image)
Melhor Pintor/Artista Multimídia (arte sequencial)
Dustin Nguyen, por Descender (Image)
Melhor Capista
David Aja, por Hawkeye, Karnak, Scarlet Witch (Marvel)
Melhor Colorista
Jordie Bellaire, por The Autumnlands, Injection, Plutona, Pretty Deadly, The Surface, They’re Not Like Us, Zero (Image); The X-Files (IDW); The Massive (Dark Horse); Magneto, Vision (Marvel)
Melhor Letrista
Derf Backderf, por Trashed (Abrams)
Melhor Veículo Relacionado a Quadrinhos/Jornalismo
Hogan’s Alley, editado por Tom Heintjes (Hogan’s Alley)
Melhor Livro Relacionado a Quadrinhos
Harvey Kurtzman: The Man Who Created Mad and Revolutionized Humor in America, por Bill Schelly (Fantagraphics)
Melhor Trabalho Acadêmico
The Blacker the Ink: Constructions of Black Identity in Comics and Sequential Art, editado por Frances Gateward e John Jennings (Rutgers)
Melhor Design de Publicação
The Sandman Gallery Edition, design de Josh Beatman/Brainchild Studios (Graphitti Designs/DC)
Hall da Fama
Escolha dos juízes: Carl Burgos e Tove Jansson
Escolha dos votantes: Lynda Barry, Rube Goldberg, Matt Groening eJacques Tardi
Prêmio Russ Manning para Estreante Promissor
Dan Mora
Prêmio Humanitário Bob Clampett
Matthew Inman
Prêmio Bill Finger por Excelência em roteiro
Richard E. Hughes, Elliot S! Maggin
Prêmio Will Eisner Spirit para lojista
Orbital Comics and Games, Londres, Reino Unido

Fonte: site Universohq.com.br