Hoje, no Teatro XVIII: espetáculo ‘Larvárias’

Espetáculo Lavrárias, Teatro XVII (Salvador)

O público baiano pode conferir a partir desta sexta-feira (1º) o espetáculo Larvárias, realizada pela Cia do Giro, de Porto Alegre.
A montagem apresenta como protagonistas, seres com rostos inacabados que lembram insetos. As máscaras, inspiradas na estética do carnaval de Basel, são os principais recursos da montagem, complementada pela iluminação, figurino, cenário e música ao vivo. A peça fica em cartaz no Theatro XVIII, às 20h.
A trama acontece em um imenso mundo branco, no qual não há homens nem bichos: apenas máscaras-larvas, em diferentes estados e formas.

A montagem aborda os encontros e desencontros desses seres, de seus atritos, confusões, equívocos e aproximações, ampliando o mundo fenomenal, que envolve o contato entre eles.

Serviço
Onde: Theatro XVIII – Ladeira São Miguel, 18 – Pelourinho (Salvador-Bahia)
Quando: 3 de julho, às 20h
Quanto: R$ 5,00 (meia para todos)

Fonte: Teatro XVIII

MÚSICA CLÁSSICA E JUVENTUDE NA SÉRIE TCA 2011

Orquestra Simón Bolívar da Venezuela

Salvador vai ser a primeira cidade brasileira a receber a orquestra formada por jovens venezuelanos que realiza concerto único na próxima quarta-feira à noite

A noite de hoje (15/06/11) reserva um momento histórico pra cidade de Salvador. A capital baiana foi a cidade escolhida para receber a Orquestra Simón Bolívar da Venezuela, que se apresenta pela primeira vez no Brasil e regida pelo “maestro-sensação” Gustavo Dudamel, considerado por muitos o maior da atualidade. Segunda atração da Série TCA 2011, o conjunto sinfônico venezuelano, fundado em 1975, é a mais celebrada orquestra jovem do mundo hoje, e seus concertos têm arrebatado numerosas plateias por diversos países. A apresentação na capital baiana será, portanto, única e histórica.

 

A ORQUESTRA – Fundada há 36 pelo maestro José Antonio Abreu, a Orquestra Simón Bolívar reúne jovens músicos que são escolhidos entre os melhores das diversas orquestras espalhadas pela Venezuela, resultado de uma política educacional – El Sistema  – que há décadas vem dando grande incentivo à atividade musical daquele país. O conjunto sinfônico venezuelano vem arrebatando plateias da Europa, Ásia e Américas, com a vivacidade e juventude características dos seus talentosos músicos”.

 

O MAESTRO – O jovem violinista e maestro Gustavo Dudamel nasceu no ano de 1981, em Barquisimeto, na Venezuela. Começou cedo a estudar música, envolvendo-se com El Sistema, famoso programa educativo musical de seu país, dedicando-se ao violino. Em 1995, começou a estudar regência e quatro anos depois já foi nomeado diretor musical da Orquestra Simón Bolívar da Venezuela. Possuidor de um carisma e de uma energia magnética que a todos encanta em cada apresentação, ele foi eleito pela revista Time como uma das 100 personalidades mais influentes de 2009, além de ser admirado e de arrancar elogios de grandes músicos e estudiosos deste segmento. 

 

A APRESENTAÇÃO – Para este concerto histórico na noite desta quarta, que marca a primeira visita da aclamada Orquestra formada por jovens talentos da música clássica venezuelana ao Brasil, o esperado conjunto sinfônico programou a execução de peças de grandes compositores como Maurice Ravel, Evencio Castellanos e Carlos Chávez, com destaque para “Pássaro de Fogo”, composta por Igor Stravinsky, escolhida para encerrar à primeira apresentação em solo brasileiro nos 36 anos de história desta orquestra. 

 

SÉRIE TCA 2011 – Ano XVI
O quê: Orquestra Simon Bolívar da Venezuela (Regência: Maestro Gustavo Dudamel)
Onde: Sala Principal do Teatro Castro Alves
Quando: 15 de junho, quarta-feira, às 21h.
Ingresso (inteira): R$ 80 (filas A a P), R$ 60 (Q a Z) e R$ 40 (Z1 a Z11).
Assessoria de Comunicação do TCA
Tel.: 3117.4832 / 3117.4833 / Fax: 3117.4872
ascom@tca.ba.com.br
www.tca.ba.gov.br/serietca2011

Fonte: Assessoria

Coreografia usa objetos de espuma em forma de cabeças e braços

Dentro do projeto Artista da Casa, a companhia Maurício de Oliveira e Siameses apresenta o espetáculo “Objeto Gritante”, no Teatro de Dança (centro de São Paulo).
A coreografia inédita de Maurício de Oliveira (que também dirige) une a dança à manipulação de objetos de espuma, que funcionam como extensões corporais da bailarina Marina Salgado e criam a ilusão de esculturas vivas.
A ideia é a de refletir sobre as imagens que temos de nós mesmos e sobre nossa solidão dentro da sociedade.

Os artefatos foram concebidos pelo brasileiro radicado na Holanda Duda Paiva.
Duração: 60 minutos
Classificação: Não recomendado para menores de 12 anos.

TD – Teatro de Dança Subsolo

Av. Ipiranga, 344, subsolo – República – Centro. Telefone: 2189-2555.
Ingresso: R$ 10 (estudantes: R$ 5)
Quando
quinta e sexta: 21h
sábado: 20h
domingo: 18h
Até 29/5.

Fonte: Folha de São Paulo

Vocês viram a animação do Google 11 de maio?

Vocês viram o Google de hoje? O que substitui o logo é uma animação celebrando o 117º aniversário de Martha Graham, coreógrafa que revolucionou a dança no começo do século passado.

Eu ia explicar o que é cada um dos movimentos que a animação da home do Google apresenta, mas, vejam que beleza, o site oficial já fez isso, e muito melhor, claro, do que eu poderia cogitar fazer.

The Doodle begins with the shrouded figure from Lamentation, Graham’s signature solo from 1930. Then radical, and now iconic, the solo contains the seeds of Graham’s revolution – from the gutsy, torso-driven movement to the stark, unadorned emotion and her desire to “chart a graph of the heart” with her dances. The innovative costume, a tube of stretchy wool, accentuates the torque and pull of the movement, becoming the sculptural evocation of grief itself.

Dá para assistir a Martha Graham falando sobre essa coreografia, e um trechinho dela, aqui neste vídeo:

Fonte: Revista BRAVO

“7 Conto – A Comédia” 26 e 27 de fevereiro

“7 Conto – A Comédia” é um espetáculo que aponta, de uma maneira bem humorada, as diferenças do Brasil através de sete personagens engraçados. Com piadas inéditas e figurino novo criado pela estilista Kitty Cohim, Luis traz ainda mais uma novidade para essa temporada: o público que for assistir à peça poderá comprar camisetas do espetáculo criadas pelo estilista Alexandre Herchcovitch.

 O público baiano poderá matar a saudade de Queixada, o guardador de carros doublé de filósofo; de Dona Editi, a líder comunitária sem papas na língua; de Carolaine, a garotinha negra sem ícones na TV; do rapper ricaço MC Dollar; do sensacionalista apresentador do programa Brasil Elite, Detona, além de se divertir com as viagens mundo afora da socialaite Sheila e com as trapalhadas da Vovó Arminda.


Durante os dois anos em que a peça esteve fora da Bahia, essas divertidas figuras fizeram a alegria de mais de 200 mil espectadores país afora, com apresentações lotadas em quase todas as capitais brasileiras, além de diversos municípios do interior. A última temporada foi encerrada em junho deste ano, após quatro meses de concorridas apresentações no Teatro Cleide Yaconis, em São Paulo.

Formado pela Escola de Artes Dramática da Universidade de São Paulo, Luis Miranda também atua na TV, na qual figurou nas séries “Alice” e “Faça a Sua História”, bem como no programa “Sob Nova Direção” e no cinema, com premiadas interpretações em “Meu nome não é Johnny”, “O Signo da Cidade”, “Jean Charles”, “Carandiru”, “Bicho de Sete Cabeças”, além de ainda estar em cartaz nas telas com o divertido “Quincas Berro D’Água”, do diretor Sergio Machado.

Evento: 7 Conto
Data: 26 e 27/2/2011
Local: Teatro Jorge Amado
Endereço: Av. Manoel Dias, 2177, Salvador-BA
Horário: Sexta e sábado, às 20h e domingos às 19h (Até 27/02)
Ingressos: No local
Valor: R$40 (inteira)
Mais Informações: 71 3525-9720/ 9708

Fonte: iBahia

Show Lamento das Águas estreia no Gamboa

O grupo AFRICANTAR se apresenta dia 26/02, com o show Lamento das Águas, às 17h.

O AFRICANTAR apresentará canções que mergulham na ancestralidade afrodescendente, intermeadas por textos de autores que acentuam a temática.

O repertório passeia pelos Tincoãs, Afro-Sambas, Milton Nascimento, Edu Lobo e Roberto Mendes. Ao longo do show, são recitados ainda orikis, textos e poesias de autores como Pierre Verger, Craveirinha, Castro Alves, Reginaldo Prandi, Paulo César Pinheiro, Jorge Ben Jor, J. Velloso e Saul Barbosa e Juracy Tavares.

SERVIÇO:

Show Lamento das Águas | Grupo AFRICANTAR

Onde: Teatro Gamboa Nova (Largo dos Aflitos)

Quando: 27/02 (DOMINGOS), 17h

Quanto: R$10 e R$5 (meia)

Informações: 3329-2418

Fonte: www.africantar.wordpress.com

O poeta no Circo Picolino

O espetáculo O Poeta no Circo narra à vida de Vinícius de Moraes, em paralelo com a trajetória da atriz circense Audrey B Consiglio, transformada a partir da descoberta da poesia do poeta e do circo.

Com duração de uma hora, reúne a produção de Vinícius  aliada a reflexões sobre os riscos que a vida escolhida por cada um os levou. Durante a peça a atriz se apropria da arte circense, utilizando equipamentos como o trapézio, lira, aranha, balé aéreo e chicote. A cada mudança de cena se retransmite uma voz não pronunciada visualmente diante do público, que constrói o perfil e as transformações de Vinícius,  interpretado por Ignácio Azpeitia.

Audrey B. Consiglio – Atriz e figurinista.
Juan Ignácio Azpeitia – Ator e diretor musical.
Anselmo Serrat e Luciano Martins  – Diretores e roteiristas.

Serviço:
Onde: Avenida Otávio Mangabeira, Salvador , quase em frente à entrada do Parque de Pituaçu. Telefone: 3363-4069‎.
Quando:  25 de fevereiro, sextas,  às 20 horas.
Quanto: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia)
Produção Capim Rosa Chá