Homem-Aranha após a morte

Homem-Aranha negro, na nova série 'Ultimate' (Foto: Marvel Comics/AP)

“Quando apareceu a oportunidade de criar um novo Homem-Aranha, sabíamos que tinha que ser um personagem que representasse a diversidade, tanto pela origem como pela experiência, do século XXI”, disse em comunicado o editor-chefe da Marvel, Axel

Assim, pela primeira vez na história será possível ver um novo Homem-Aranha que não está vivido pelo fotógrafo Peter Parker, que morreu em junho pelas mãos do vilão Duende Verde na saga “Ultimate”, embora Parker continue vivo na série de histórias em quadrinhos original, “The Amazing Spider-Man”.

Morte do personagem Peter Parker na série 'Ultimate

Agora, o encarregado de proteger a cidade dos vilões nesta saga será Morales, que a Marvel qualifica de “novo personagem mais importante do século” e que em breve descobrirá “que junto com seus grandes poderes também vêm grandes responsabilidades… e grandes perigos”, afirma a editora.

A história do novo Homem-Aranha foi escrita por Brian Michael Bendis, Jonathan Hickman e Nick Spencer, desenhada por Sara Pichelli, Salvador Larroca e Clayton Crain, e a capa ficou por conta de Mark Bagley.

A série “Ultimate” começou em 2000 com o objetivo de atrair jovens leitores com histórias alternativas e atualizadas dos super-heróis mais populares de Marvel, como Homem-Aranha, o Quarteto Fantástico e os X-Men.

Fonte: G1

Lembra os principais personagens de “Os Smurfs”?

Quem era criança na década de 1980, provavelmente ainda se lembra do “la-la-lalala-la” dos Smurfs.

Esses serezinhos azuis, que andavam meio esquecidos, estão de volta. No dia 5 de agosto, o filme “Os Smurfs” chega aos cinemas e apresenta as criaturinhas para uma nova geração.
Nessa nova aventura, os Smurfs deixam sua aldeia no meio da floresta e vão parar no centro de Nova York. Confira os principais personagens:

Papai Smurf
É o chefe da vila e o único que veste uma cor diferente. Enquanto todos os Smurfs usam uma calça e um gorrinho branco, o Papai Smurf se veste de vermelho.

Smurfette
É a única Smurf menina. Na verdade, ela foi criada pelo vilão Gargamel para atrair os Smurfs para uma cilada. Só que o plano acaba dando errado, e ela fica na vila junto com os outros azuizinhos.

Gargamel
É o vilão. Seu sonho é destruir os Smurfs. No começo, ele queria os serezinhos como ingredientes de uma poção para fazer ouro. Mas, depois, sua ambição virou apenas destruir os Smurfs.

Gênio
É o mais inteligente e o único que usa óculos. Ele inventa coisas e tem a mania de sempre corrigir os erros dos outros.

Robusto
É o mais forte. Consegue levantar pedras e outras coisas muito pesadas. Ele passa as manhãs se exercitando e tem uma tatuagem com um coração no braço.

Ranzinza
Ele nunca fala nada. A não ser que odeie alguma coisa. Esse Smurf sempre está com a cara emburrada e, não importa o que alguém sugira, ele vai ser do contra.

Desastrado
É um dos mais famosos e mais queridos entre o público. Mesmo assim, entre os Smurfs, ele não está entre os mais populares. E não é sem motivo. Se alguma coisa errada está acontecendo, pode ter certeza: o Desastrado está no meio da confusão.

Fonte: UOL

Livro, quadrinhos e revistas digitais!

Página da Grioti livros digitais

Dupla baiana aposta na inovação e praticidade das livrarias digitais

As livrarias são especializadas no comércio do ebooks, formato de publicação específico para a leitura em tablets, computadores e dispositivos móveis.
Foto: Diego Mascarenhas
Redação CORREIO

Fábio e Wilton criaram a Grioti em 2009

Os livros digitais foram a grande aposta para os criadores de tablets – dispositivo eletrônico de tela touchscreen em formato de prancheta – como o Kindle e o iPad. A ideia de ler um livro ou uma revista em formato digital, que ocupa menos espaço e é mais prático que os convencionais e impressos, foi uma das grandes razões para que os tablets ganhassem o mercado.

Foi pensando nesse novo mercado que os baianos Wilton Bernardo e Fábio Mascarenhas decidiram investir no ramo como uma alternativa de negócio inovador e rentável. Assim, em 2009, nasceu a Grioti Livros Digitais, a terceira livraria digital do país.

As livrarias digitais, como a Grioti, são especializadas no comércio do ebooks, formato de publicação específico para a leitura em tablets, computadores e dispositivos móveis que possuam compatibilidade com o formato, como os smartphones.
“Os arquivos são compatíveis para qualquer aparelho digital que permita a leitura de formatos como PDF e os ePUBs”, explica Fábio. Para os iniciantes no assunto, a Grioti ensina passo a passo como realizar a compra e fazer o download do livro digital.
Além da praticidade, o preço dos livros digitais também tem conquistado os leitores. Na Grioti, por exemplo, há títulos infantis disponíveis para download gratuito, e também outros de temas mais específicos e títulos para ser utilizados em pesquisas acadêmicas como o livro a “Ideologia da estética”, por R$ 45.

Segundo os sócios, a grande demanda por edições digitais está na região sul do país, enquanto o mercado baiano ainda participa de forma discreta deste tipo de comércio. “Os títulos mais procurados são os livros de assuntos bastante específicos. Um que vendeu bastante foi “A Carne de Rã: processamento e industrialização”’, brinca Wilton.

Além da Grioti, o mercado brasileiro conta com diversas livrarias e bibliotecas , onde o download é gratuito, exclusivas para ebooks como a Gato Sabido e a eBookcult.  Outras mais conhecidas pela venda de livros impressos estão disponibilizando em seu acervo a opção da compra digital como a livraria Cultura e a Saraiva.

Fonte: Jornal CORREIO (Salvador-BA)

Lançamento – Sandman, Caçadores de Sonhos

Divulgação

A Panini Comics divulgou o lançamento de Sandman : Caçadores de Sonhos (capa dura, formato 17 x 26 cm, 144 páginas, R$ 24,90).

O obra é uma adaptação em quadrinhos baseada no livro ilustrado de mesmo nome, lançado no Brasil pela Conrad Editora.

Com roteiro de Neil Gaiman e adaptada por P. Craig Russell, a trama mostra um mundo diferente, no antigo Japão. No passado, criaturas mitológicas e lendas andavam sobre a terra, nadavam pelo mar e cruzavam o ar. Alguns seres eram gentis, outros cruéis. Alguns eram selvagens e outros, a muito custo, podiam ser domesticados.

Então, uma astuta raposa apostou que faria um humilde jovem monge perder a guarda de seu templo – mas acabou perdendo o próprio coração. Um mestre demoníaco cobiçou a força daquele monge e decidiu roubar para si a vontade férrea que ele tinha em seu interior – a qualquer custo. E o Rei dos Sonhos viu-se intervindo em favor de um amor que nunca deveria ter acontecido.

Fonte: Universo HQ

Livro Digital Contos do Folclore Brasileiro recebe material até 31 de julho!

Imagem ilustrativa msotrando uma ilustração pelo iPhone, um dos suportes eletrônicos em que poderá ler o livro digital "Contos do Folclore Brasileiro"

Para quem se delicia em escrever contos ou tem talento para ilustrar, ainda dá tempo de participar da 1ª. edição do livro de contos do Folclore Brasileiro realizado pela Oficina HQ em parceria com a livraria digital Grioti.
Ainda não recebemos nenhum conto do Lobisomem nem do Saci!
Gostaríamos muito de ter esses dois personagens super populares.

Sugiro que antes de participar, dê uma olhada na livraria digital. Tem alguma dúvida? O livro digital será lido apenas por equipamentos eletrônicos que lêem arquivos ePub e PDF como: iPhone, iPpad, PC, notebook, celulares com androide, galaxytab, etc. No site da ligraria, tem um banner na parte superior na cor azul, explicando como fazer pra baixar e ler um livro. Experimente. Comece baixando o livro promocinal “Oficina HQ com 1 artigo e entrevistas de 3 cartunistas: Flávio Luiz, Luis Augusto e Wilton Bernardo. 

Agora veja abaixo como participar do livro que será lançado em Agosto:

Livro digital ilustrado Volume 1
A Oficina HQ recebe contos baseados em lendas do folclore brasileiro (Boitatá, Boto, Curupira, Lobisomem, Mãe-D’água, Corpo-seco, Pisadeira, Mula-sem-cabeça, Mãe-de-ouro, Saci-Pererê etc). Cada conto deve ter entre 5 e 8 ilustrações. O autor do conto pode ou não ser o ilustrador do conto. Se preferir, pode convidar algum ilustrador assim como a iniciativa também pode partir do ilustrador, convidando um escritor. Uma vez que a dupla esteja formada, cabe a eles escolher o personagem, e produzirem a história (texto e ilustrações).

A Ação cultural selecionará os contos que integrarão a 1a. edição do livro digital onde os critérios são simples: qualidade e domínio técnico, levando em conta que o público alvo é adolescentes e adultos.

Inscrição e envio de textos e ilustrações
As imagens devem ser enviadas em JPG (com 300 dpi) até 30 de julho. Os contos devem ser enviados no corpo do E-mail: quadrinhos_ssa@hotmail.com com assunto: “livro digital – Folclore”.

Imagem ilustrativa da Oficina HQ no iPad, assim como o livro digital pderá ser lido.

Informar no corpo do E-mail:
a) Nome completo
b) Nome artístico (se tiver)
c) Endereço completo (inclusive CEP)
d) Atividade profissional atual
e) Profissão
f) Breve texto de apresentação (aproximadamente 5 linhas. Se tive site, blog, favor informar)
e) Se o inscrito for menor de idade e seu trabalho (texto e/ou ilustração) selecionado(s), o responsável deverá entregar uma declaração autorizando o menor a participar da produção. Caso a declaração não seja entregue antes do momento em que o livro comece a ser produzido pela Grioti, o menor será desclassificado automaticamente, pois pagamentos referentes a vendas, no caso de autor com menos de 18 anos, deverá ser efetuado na presença do responsável.

A seleção e divulgação dos textos e ilustrações escolhidas será divulgada até final de julho por E-mail, blog e site da Oficina HQ.

Lançamento do livro
15 de agosto será lançado o livro digital ilustrado através de site/ Blog da Oficina HQ, redes sociais, e mídia.

Custos de produção
A assessoria, divulgação e produção do livro digital fica sob responsabilidade da Oficina HQ, onde os autores não terão despesa alguma no processo de disponibilização das vendas, confecção ou promoção do produto. 

Imagem ilustrativa

Comercialização do livro digital 
O número de contos da primeira edição do livro ainda não está definido, porém, estima-se algo em torno de 5 contos, mas a Oficina HQ prefere não fechar um número e ter a liberdade de colocar mais ou menos de acordo com a quantidade de material recebido, adequado ao tema e qualidade desejada.

O Livro terá um valor de capa do qual será retirado percentual para:
a) Ação Cultural Oficina HQ 20%
b) Autores (escritores e ilustradores) 35%
c) Grioti livros digitais 45%

Produção do livro 
A Grioti produzirá o livro digital, o qual será disponibilizado para vendas na própria livraria. O livro poderá ser lido por dispositivos eletrônicos como iPad, iPod Touch, iPhone, eReader, celulares e/ou tablets com android e computadores com sistema operacional Windows e Mac OS X.

Direito autoral
O direito autoral será respeitado, tanto pela Oficina HQ quanto pela Grioti, onde fica claro que apesar de responsável pela comercialização do produto cultura em que se transformará a coletânea de textos e ilustrações, cada ilustração continua sendo do ilustrador que a fez, bem como cada conto continua sendo do escritor, porém, a comercialização dos direitos de uso fica sob responsabilidade exclusiva da Oficina HQ.

Dúvidas
Se tiver qualquer dúvida, por favor faça contato. Escreva para quadrinhos_ssa@hotmail.com e retornarei assim que possível.

Conheça a livraria digital que está fazendo a parceria com a Oficia HQ:
www.grioti.com.br
www.grioti.com.br/blog
(71) 4062-8021

+ Ação Cultural Oficina HQ +
WWW.oficinahq.com
https://oficinahq.wordpress.com
(71) 8807-4331

Folha e UOL sabatinam quadrinista Joe Sacco

Joe Sacco sendo entrevisdtado pelo portal UOL e Folha

Estaou publicando o POST e a entrevista ainda não terminou. Mas não consegui resisti. É umm bate-papo longo, portanto acompanhe algumas declarações do Joe Sacco e depois faça uma busca pelo UOL  afim de assistir uns vídeos. Espero que você goste de conhecer um pouco mais sobre esse genial que usou a profissão de jornalista para se transformar num excelente quadrinista. 

20h54 – Sacco fala sobre as situações boas e ruins da cobertura de guerra
Questionado por uma internauta sobre melhor e pior momento da carreira, Joe Sacco citou a cobertura da guerra em Sarajevo. “Foi um momento bonito, adorável, as pessoas se abriram para mim”. Momento mais dificil: “Quando vou embora e a situação não está resolvida – você volta pra casa, nos EUA, e a sua vida é ótima, confortável, mas a situação do seu amigo é basicamente a mesma até hoje”

21h28 – Produção atual de quadrinhos é intensa, diz Sacco

“Há tantas coisas boas acontecendo ultimamente, mas não consigo me manter atualizado como eu gostaria”, afirma o quadrinista Joe Sacco sobre a produção de quadrinhos atual

21h25 – Quadrinista favorito de Sacco é Robert Crumb
Quadrinista que mais o influenciou? Joe Sacco responde: “Robert Crumb”. “Esperto ter pego dele isso de desenhar pensando que cada objeto importa”.

Requadro de uma das histórias em quadrinhos de Joe Sacco inserida para ilustrar o trabalho em P&B do quadrinista

21h23 – Sacco fala sobre a preferência pelo preto e branco
Por que desenhar em preto e branco? “Porque eu não sei trabalhar com cor. Eu não falo isso me gabando, pois é algo que realmente requer habilidade. Sempre me falam sobre a questão do preto e branco, eu digo que é estilo – na verdade é uma limitação também”, afirma, para completar: “Na verdade você joga onde você sabe jogar”

21h20 – Quadrinista fala sobre os trabalhos em andamento
Joe Sacco é indagado sobre os futuros trabalhos. Um deles é sobre “cidades-fantasma” dos EUA. Outro, sobre a primavera árabe, sobre a qual ele diz: “Talvez uma parte de mim diz que eu tenha que ir pra lá, outra,que eu tenha que terminar o que estou fazendo”, diz. Ele fala sobre trabalhos a respeito de cidades que estão poluindo rios, sem empregos, pessoas viciadas, e cidades com população indígena – e como está a situação quase um século após a derrota deles. “Fica claro pra nós que a derrota pode durar décadas, décadas e décadas. Eu vou além da paisagem”.

21h04 – Na era dos tablets, Sacco prefere os livros
Indagado sobre o futuro de sua atividade e de seu trabalho final com o advento dos tablets, Joe Sacco define: “Fico impressionado. É uma outra mídia, eu não me importaria de ter meu trabalho convertido para tablets, mas eu gosto de livros. Foi assim que eu cresci, gosto do livro como objeto, gosto de papel”.

Fonte: UOL

Concurso de desenho para crianças de 7 a 12 anos – Biblioteca Monteiro Lobato

Atividade cultural na Biblioteca Monteiro Lobato

Boas notícias para a garotada que curte desenhar!!!!!!
A Biblioteca Monteiro Lobato (largo de Nazaré, próximo ao Hospital Santa Izabel), continua reforçando uma série de atividades que privilegiam o público infantil. Sempre de portas abertas para a comunidade, eles realizam mais uma atividade que incentiva o aprendizado e a arte!

Trata-se de um concurso de desenho dia 17/07 às 11h (domingo), para crianças de 7 a 12 anos.
“Faça seu desenho e ganhe um brinde!”
Inscrições: de 5 a 17 de julho até 1 hora antes de iniciar o evento, na própria Biblioteca Infantil Monteiro Lobato setor infantil ( Praça Almeida Couto s/n- Nazaré, Salvador-BA).
O primeiro colocado receberá um estojo de desenho.

Fonte:  Lourdes/ Sérgio (Biblioteca Monteiro Lobato (Salvador-BA)

Lançamento de HQ em Salvador – São Jorge da Mata Escura

Lançamento de HQ São Jorge da Mata Escura

Lançamento da história em quadrinhos SÃO JORGE DA MATA ESCURA!
Neste sábado, dia 09 de julho das 15hs as 18hs aqui na RV Cultura e Arte!

Patrocinado pelo Fundo de Cultura da Secretária de Cultura do Estado da Bahia, “São Jorge da Mata Escura” é uma história em quadrinhos de 52 páginas, que conta, através de arquétipos do misticismo religioso baiano, a história de três personagens que habitam a região da Mata Escura (periferia de Salvador): o virtuoso Jorge, o ambicioso Jarcisley e a tempestuosa Bárbara. A trama tem roteiro de Marcello Fontana e desenhos de André Leal, mas também conta com as participações gráficas de Antônio Cedraz (Turma do Xaxado) e Naara Nascimento.
O processo de produção desta HQ durou cerca de dois anos, entre finalização do roteiro e impressão, e o produto final, que sai pelo selo de quadrinhos da RV Cultura e Arte será lançado no dia 09 de julho de 2011, as 16hs horas na RV Quadrinhos, a única loja especializada no gênero da cidade, mas também terá distribuição nacional através da Devir Livraria.

 

SERVIÇO:
Lançamento de HQ: SÃO JORGE DA MATA ESCURA
Data: 09 de julho das 15hs as 18hs na RV Cultura e Arte (Rua Barro Vermelho 32, Rio Vermelho, Salvador-BA-Brasil.
Tel.: (71) 3347-4929

 

Sobre a História em Quadrinhos
Autor: Marcello Fontana
Ilustradores: André Leal, Naara Nascimento e Antônio Cedraz
Selo de edição: RV Cultura e Arte
Páginas: 56 (54 p&b + 2 coloridas)
Formato: 22 x 16,5cm, papel couché 115gr, acabamento em brochura
Tiragem de 1500 exemplares

Fonte: RV Cultura e Arte 55 (71) 3347-4929
www.rvculturaearte.com

Hoje, no Teatro XVIII: espetáculo ‘Larvárias’

Espetáculo Lavrárias, Teatro XVII (Salvador)

O público baiano pode conferir a partir desta sexta-feira (1º) o espetáculo Larvárias, realizada pela Cia do Giro, de Porto Alegre.
A montagem apresenta como protagonistas, seres com rostos inacabados que lembram insetos. As máscaras, inspiradas na estética do carnaval de Basel, são os principais recursos da montagem, complementada pela iluminação, figurino, cenário e música ao vivo. A peça fica em cartaz no Theatro XVIII, às 20h.
A trama acontece em um imenso mundo branco, no qual não há homens nem bichos: apenas máscaras-larvas, em diferentes estados e formas.

A montagem aborda os encontros e desencontros desses seres, de seus atritos, confusões, equívocos e aproximações, ampliando o mundo fenomenal, que envolve o contato entre eles.

Serviço
Onde: Theatro XVIII – Ladeira São Miguel, 18 – Pelourinho (Salvador-Bahia)
Quando: 3 de julho, às 20h
Quanto: R$ 5,00 (meia para todos)

Fonte: Teatro XVIII

NEOJIBA celebra 2 de Julho com preços populares, antes de mais uma turnê na Europa

NEOJIBA no Teatro Castro Alves, 2 de julho

No dia 2 de julho, a Orquestra Sinfônica Juvenil da Bahia (YOBA), se apresenta sob regência do maestro Eduardo Torres na Sala Principal do Teatro Castro Alves, para celebrar a Independência da Bahia. O concerto, que antecipa a turnê internacional na Alemanha e Suíça, nos dias 5 e 7 de agosto, respectivamente, poderá ser conferido em Salvador a preços populares: R$ 4,00 e R$ 2,00.

Se apresentando pela primeira vez com a Sinfônica Juvenil da Bahia, o solista do concerto será o violonista costa-riquenho Mario Ulloa, com o Adagio do “Concerto de Aranjuez para violão e orquestra”, de Joaquin Rodrigo. Radicado na Bahia, Mario Ulloa já se apresentou como solista na Inglaterra, Alemanha, Áustria, Holanda, Noruega, França, Bélgica, Canadá e Estados Unidos, e gravou quatro CDs.

Em maio deste ano, a YOBA foi a primeira orquestra brasileira a se apresentar em uma das mais importantes salas de espetáculo da Europa – o Royal Festival Hall, em Londres. Em agosto, a Orquestra parte para mais concertos inéditos: no dia 05, será a primeira orquestra juvenil brasileira a se apresentar no Festival Young Euro Classic, na abertura do evento, em Berlim. Em seguida, a Orquestra viaja a Genebra, onde se apresenta no Victoria Hall, no dia 07 de agosto, como parte da programação do “Musiques en Été” (Músicas no Verão). O Festival é organizado anualmente pelo Departamento de Assuntos Culturais da Cidade de Genebra, com uma série anual de concertos para os amantes da música.
***********

Sobre o Neojibá

Criado em 2007 como um dos programas prioritários do Governo do Estado da Bahia, desenvolvido através da Secretaria de Cultura (Secult), o NEOJIBA tem por objetivo alcançar a excelência e a integração social por meio da prática coletiva da música. Para isso tem como foco a construção ética e pedagógica da infância e da juventude, mediante a instrução e a prática orquestral, capacitação em ensino musical e a reparação de instrumentos musicais. Além de ser uma iniciativa de cunho artístico-cultural, o Neojibá é uma importante ação de formação e capacitação de crianças e adolescentes, com foco na transmissão e multiplicação do conhecimento e na integração social.
www.neojiba.org

Orquestra Sinfônica Juvenil da Bahia
Onde: Sala Principal do Teatro Castro Alves
Quando: Sábado, 2 de Julho, às 20h
Quanto: R$ 4 (inteira)

 PROGRAMA
JOSÉ DOS SANTOS BARRETO
Hino ao 2 de Julho (Arr. Fred Dantas)

FRYDERYK CHOPIN

Les Préludes

JOAQUÍN RODRIGO
Adagio do “Concerto de Aranjuez”

Solista: Mario Ulloa (violão)HEITOR VILLA-LOBOS
Miudinho (Dança – Bachianas Brasileiras n° 4)

WELLINGTON GOMES
Sonhos PercutidosSILVESTRE REVUELTAS
Sensemayá

Fonte: Assessoria