Mulheres líderes: CNN avalia carreira de Daniela Mercury

Confira o vídeo sobre a carreira da cantora brasileira, Daniela Mercury, que teve mais de 12 milhões de álbuns vendidos e uma sólida carreira de 30 anos.

No carnaval deste ano (2013) Daniela lança a música COUCHÊ, gravada com a banda Cabeça de Nós Todos, a qual estará no novo álbum que a cantora lançará junto com a Banda citada. Se não conhece, curta abaixo o ritmo africano “Semba”:

A última turnê da cantora Daniela Mercury é “Canibália”, a qual já viajou por diversas cidades do brasil e de vários países. A artista escolheu a apresentação na praia de Copacabana (RJ) para registrar e lançar em DVD. Você pode conferir parte do show abaixo:

Fonte: CNN | Youtube

Daniela Mercury lança nova música “alma feminina”

A cantora Daniela Mercury disponibilizou, na manhã desta sexta-feira, 9, a nova música de trabalho, Alma Feminina, fruto da parceria dela com o Cabeça de Nós Todos – Aila Menezes, Mikael Mutti, Emerson Taquari, Leonardo Reis, Sérgio Rocha, Deco Simões.

Composta por Mikael Mutti e Aila Menezes, Alma Feminina é uma fusão de samba-reggae, gênero musical criado por Neguinho do Samba e base da obra de Daniela, e o samba carioca.

Daniela Mercury vai apresentar a canção no Geração Canibália, evento que vai acontecer dia 2 de dezembro, no Trapiche Barnabé, a partir das 17 horas.

Ouça a canção aqui

A letra da canção:

Alma Feminina

Canto por que sou guerreira
Tenho alma de mulher
Sou de fé,sou brasileira
Chego lá se Deus quiser

Danço pra mostrar a minha cara
Sou mais eu, sou joia rara, acredito no meu valor
Quando estou feliz sou purpurina
Tenho alma de menina e uso a força da voz pra falar de amor

Canta, canta, canta
Que é só felicidade na garganta
Feminina de Verdade

:: Assessoria

Daniela Mercury desabafa: “Tô de saco cheio desse atraso brasileiro”

Érica Torres | Redação iBahia
erica.torres@redebahia.com.br

Durante o programa “Salto Alto”, da CBN, a cantora falou sobre problemas enfrentados pelo país, novo DVD e Festival de Verão Salvador
Daniela Mercury participou nesta segunda-feira, 31, do programa “Salto Alto”, da rádio CBN. Em mais uma edição especial em comemoração ao aniversário de um ano do programa, a cantora falou, dentre outros assuntos, sobre a sua indignação diante dos problemas socioeconômicos brasileiros e a falta de ação da população em geral.  “Fico tentando entender porque a gente é assim? Aceita tanta corrupção, desrespeito aos direitos e tanta humilhação (…) As leis brasileiras são muito confusas, muita lei mas não se respeita nenhuma”, disse.
Em continuação, a cantora explicou que o motivo do brasileiro ser passivo e “dar a cara para bater 50 vezes” poderia estar relacionada ao catolicismo e a crença de “esperar que Deus resolva tudo”. “Se esperarmos que Deus ajude o país, nada vai mudar (…) Tô de saco cheio desse atraso brasileiro”, frisou. Como exemplo de problema social, Daniela destacou a violência e o tráfico de drogas da capital baiana. “Salvador esta violentíssima, o crack tomou conta da cidade, isso me desespera e me deixa indignada”, explicou. Para ela, a origem dos problemas está na negligência do povo na hora de votar nos seus candidatos.

Daniela também falou sobre o seu mais novo DVD “Canibália”, que teve o lançamento adiado pela gravadora Som Livre para realização de pequenos ajustes. Questionada sobre a ausência em edições do Festival de Verão Salvador, ela explicou que às vezes é por conta da agenda de shows atribulada, e outras por critérios dos organizadores do evento. Daniela fez questão de dizer que não faz como outros artistas que “se submetem a pedir o favor de participar de eventos”. “Não peço favor para nada, é mais fácil eu fazer outro festival”, revelou.   

A cantora, que se diz tímida e discreta fora dos palcos, falou sobre as dificuldades que enfrenta para sustentar e manter a carreira, assim como outros grandes artistas brasileiros. “Acho que não preciso nem dizer que nesse Brasil não se tem dinheiro para cultura”, disse.
Fonte: Jornal CORREIO

Daniela Mercury lança Canibália na América do Norte

Daniela Mercury

A compositora e cantora brasileira Daniela Mercury intitulado seu mais recente álbum, “Canibália” (“canibalismo”), para aludir à 1928 “Manifesto Antropófago” (“Manifesto Canibal”), uma obra definidora do modernismo brasileiro pelo poeta Oswald de Andrade, que louva a cultura brasileira para devorar e digerir outras culturas. Isso é uma declaração séria de ambição que o álbum faz jus.

Ms. Mercury se expande em conceitos que foram executados por meio de sua carreira, levando ritmos regionais (particularmente os de seu estado natal, Bahia) em up-to-the-minute pop, abraçando híbridos étnicos e cultural do Brasil (particularmente cultura afro-brasileira, embora Ms. Mercury seja branca), lembrando o passado, transformando-o. “Canibália” é inteligente, eufórico, pop-time “tangling” brasileira: tão tradicional como uma banda de samba ou uma batida de carnaval em um momento, uma excursão em eletrônica, hip-hop ou jazz em outro momento. Embora o álbum tenha falhas de ignição, incluindo seus dois idiomas Inglês incursões, eles são superados em número pelos prazeres.

Capa do CD Canibália que será lançado com DVD na turnê Norte-Americana, em outubro/2011

Ms. Mercury e seus produtores derretem gêneros e épocas. “Oyá Por Nós.” (invocando a divindade ioruba de vento e tempestades, Oyá), escrita e cantada pela Sra. Mercury e a potência baiana Margareth Menezes, entre turnos de percussão que aponta para o ritual de Candomblé afro-brasileiro e de programação que galopa em direção a um tambor “and-bass dance club”. “O Que É Que um Baiana Tem”, um dueto com Carmen Miranda eletrônica a partir de 1939, não retroagir Ms. Mercury, que puxa Miranda em uma barragem de percussão adicionado e chifres, com baixo borbulhantes de uma guitarra funkeada. “A Vida e Um Carnaval”, uma tradução de um hit Português Celia Cruz, mistura samba, merengue saxofones, acordes de jazz e teclados que fazem alusão a piano de polegar Africano – um brilhante plotados, despreocupadamente executado pan-afro-latino-romp.

Embora “Canibália” tenha sido lançado no Brasil em 2009, nos Estados Unidos, aparentemente estava à espera da turnê Norte América de Daniela Mercury que começa em 7 de outubro em Nova York no Teatro Best Buy. O atraso valeu um bônus: o pacote norte-americano inclui também um DVD do concerto que Ms. Mercury em 31 de dezembro para centenas de milhares de pessoas na praia de Copacabana no Rio de Janeiro, em que as danças que ela não apenas cintila canções novas e antigas, mas também dança ao lado do Balé Folclórico da Bahia.

Fonte: The New York Times
(By JON PARELES and BEN RATLIFF) 12/09/2011