Quanto você cobra pra criar um personagem?

É preciso ter muito cuidado diante de uma pergunta ou proposta relacionado a criação de personagem. Essa é uma das perguntas mais perigosas para quem não sabe o que pode significar dar vida a um personagem. Eu me coço todo só de pensar em ouvir de novo essa pergunta. As vezes, é melhor não fazer, dependendo da propostas de quem faz essa pergunta.
Primeira lição: É preciso entender que conceber um personagem não é a mesma coisa que conceber um desenho. Você precisa ter a noção do valor da criatividade entre tantas outros atributos que hoje se celebra em empreendedores. E é bom saber que, você não vai poder esperar que seu cliente, ou um empresário interessado em seu trabalho lhe diga quanto vale ou quão importante é sua criatividade. Não posso generalizar, mas dificilmente alguém valoriza aquilo que não conhece ou não tem. Portanto, cuidado, cuidado e cuidado!

Durante a Oficina de Quadrinhos que atualmente tem inscrições abertas, muito além de orientar sobre as etapas de construção de uma HQ, considero extremamente importante abordar assuntos como esse. Não adianta se preparar tanto, se esforçar pra poder criar, fazer um trabalho de narrativa, de desenho, de arte super bem, e na hora de valorizar seu trabalho, ficar perdido ou esperar que o cliente diga quanto vale, e como será a negociação.

A criação do personagem Superman é atribuída ao roteirista Jerry Siegel e ao desenhista Joe Shuster. Embora o personagem tenha sido publicado oficialmente em 1938, na primeira edição da revista americana Action Comics, pela então “National Publications”, editora que viria a ser conhecida posteriormente como “DC Comics”, ele havia sido concebido pela dupla cerca de cinco anos antes. A dupla teve sérios problemas com os direitos autorais ao assinarem um contrato ingênuo e despretensioso por um personagem que levanta centenas de milhões de dólares. Resultado: uma briga judicial que durou décadas. Pesquiso sobre isso!

MUITOS AUTORES E MUITOS EXEMPLOS
Antes de tudo, é importante você ter consciência de que muitos autores(inclusive, famosos), já passaram por experiência traumáticas, grandes lições estão ai para que você não repita o erro que outros já cometeram ou não caia em armadilhas que outros já caíram.
A dica que lhe dou é:
a) Se você tem dúvidas sobre o peso da criatividade para um projeto empreendedor, se pergunte o seguinte: sem dinheiro, mas com uma ideia realmente criativa, é possível empreender? A resposta é sim! E com dinheiro mas sem nenhuma ideia?
b) Antes de você responder a um cliente, quanto cobra pra criar um personagem, você sabe o esse personagem pode render? O grau de exposição que este personagem vai ser posto, e quando ou por quanto tempo ele vai refletir geração de vendas e lucro? Já refletiu sobre a grande possibilidade do personagem fazer sucesso e virar uma “galinha dos ovos de ouro”? Se você não consegue organizar as ideias e entender sozinho o que esse personagem concebido pode significar economicamente, você tem 2 alternativas (mas pode escolher as duas se quiser! Rsrs):

PRIMEIRA: Assista pelo menos 2 files: “Disney antes do Mickey” e “Fome de Poder”. Em ambos os filmes – apesar do segundo filme não se dar no universo de personagens, é muito fácil perceber a importância da criatividade, ainda que o protagonista esteja o tempo todo tentando fazer uma lavagem cerebral em quem assiste a película repetindo o tempo todo a importância de “persistir”. Nada contra a persistência, mas a criatividade, ainda que não celebrada, tem um valor inestimável. Outra: Persistir em algo que não dá certo pode lhe dar alguma experiência, mas experiência não significa necessariamente que seu investimento lhe renderá sucesso e lucro. E digo mais! Te dou uma barra de chocolate se você me disser porque a criatividade não é tão valorizada, respeitada e bem remunerada (pelo menos aqui no Brasil).

SEGUNDA: Se inscreva na Oficina de histórias em Quadrinhos! Srsrsrs brincadeiras e “merchan” à parte. Até hoje não vi em nenhum lugar se chamar tanto a atenção dos alunos sobre a importância de se entender e ter atenção sobre seus direitos autorais. Sobre pensar que nem toda negociação ou parceria precisa ser a base de uma venda simplesmente, como fazemos na Oficina de Quadrinhos que realizo. Há coisas que podem valer a pena se pensar em acordos que envolve percentuais, períodos! Pode ser prudente o estabelecimento de cláusulas que garanta que ninguém vai ser explorado ou desvalorizado (pra não dizer roubado) por ninguém.

Pesquise, leia. Há muitas questões que exigem entender sobre os direitos autorais. Você sabe o que aconteceu com a criação do Super man? Sabe o que os criadores do personagem passaram? Pesquise! Se informe, mas se você é criativo, arregace as mangas e crie, mas não esqueça de lembrar que o autor de uma obra, não deixa de ser autor, por mais grana que esteja envolvida. Como diz a velha frase “Não entregue o seu ouro ao bandido”!

Projetos Sociais do Terreiro de Candomblé Ilê Axé Inginoquê Omorossí

O primeiro curso profissionalizante já capacitou 09 alunos que foram encaminhados ao mercado de emprego no Terreiro Ilê Axé Inginoquê Omorossí

Projetos Socioculturais 2018
Ilê Axé Inginoquê Omorossí

Cursos Profissionalizantes, Atendimento Pediátrico, Distribuição de Cestas Básicas, Cine Ilê, Yoga, fazem parte dos projetos sociais anunciados pelo Terreiro de Candomblé Ilê Axé Inginoquê Omorossí – localizado na 3ª Etapa de Castelo Branco – ainda para o ano de 2018.
As inscrições já estão abertas!

CURSOS
Curso de Auxiliar de Arquivo, Noções Básicas de Restauração de Documentos, Empreendedorismos, Aulões para o Enem, são alguns dos projetos que já estão sendo disponibilizados para a comunidade de Castelo Branco pelo Terreiro Ilê Axé Inginoquê Omorossí.
O primeiro curso profissionalizante já capacitou 09 alunos entre 4 e 7 de junho, e os alunos foram devidamente encaminhados ao mercado de emprego. As inscrições para a segunda turma já estão abertas.

PRIMEIRA JORNADA EMPREENDEDORA
Entre o vasto leque de atividades que o Terreiro já começou a oferecer, encontra-se com inscrições abertas para a Primeira Jornada Empreendedora do Ilê que tem o objetivo de tornar os empreendedores mais bem preparados para terem uma Jornada de Sucesso nos seus negócios. A Primeira jornada Empreendedora será composta por 5 módulos: Módulo I – O que é Empreendedorismo; Módulo II – Financeiramente; Módulo III – Quem sou eu (empreendedor); Módulo IV – O passo a passo do seu projeto e o Módulo V – Colocando seu projeto em prática. As aulas serão presenciais e acontecerão nos finais de semana a partir de 17 de junho!

ATENDIMENTO PEDIÁTRICO, ENTRE OUTRAS AÇÕES
Além dos cursos já iniciados no Terreiro, o desejo e planejamento é para que seja disponibilizado, também para a comunidade carente do entorno, atendimento pediátrico, quinzenalmente, aos sábados. Além da prestação do serviço para as crianças da comunidade que depende, entre outras coisas, de licenças legais para ser iniciado, ações voltadas para a mulher no mês de outubro e muitas outras atividades profissionais e educativas estão sendo articuladas.

COLABORE: CURSOS, ATENDIMENTOS E AÇÕES
Podem participar, os moradores da comunidade de Castelo Branco e dos diversos bairros de Salvador.
Para fortalecer e tornar todas as ações que beneficiarão a comunidade, uma realidade, O Ilê Axé Inginoquê Omorossí disponibilizou através da plataforma Kickante uma Campanha de Sustentabilidade onde podem ser realizadas contribuições a partir de R$10. Basta acessar o link:
https://www.kickante.com.br/campanhas/sustentabilidade-no-ile.

O Ilê Axé Inginoquê Omorossí é um terreiro de Candomblé da nação Keto que foi fundado em 1992 pelo Babalorixá Edvaldo Sampaio Jones, líder espiritual do terreiro que tem a regência de Obaluaê.

Serviço:
• Local: Entidade Beneficente e Religiosa Ilê Axé Inginoquê – Rua 35, Casa 07, Terceira Etapa de Castelo Branco – Salvador/Bahia
• Informações e inscrições: (71) 99282-2527(Tim – Whatsapp Aline Carvalho), email: inginoqueomorossi@gmail.com
• Colabore: https://www.kickante.com.br/campanhas/sustentabilidade-no-ile.