Dica especial sobre Roteiro

As etapas de construção de uma História em Quadrinhos são várias. A DICA desta vez será sobre uma etapa super importante e não é desenho! Pois é…. quando falo da Oficina de Quadrinhos um monte de gente pensa logo que só vai desenhar. Mas vamos admitir que para fazer uma história em quadrinhos é necessário um monte de outras coisas, além de desenhar?
Acho super importante o entendimento e compreensão sobre diferenças entre roteiro e história por exemplo. Esse assunto será super abordado e detalhado na Oficina de Quadrinhos que ministrarei a partir do dia 28/07/18 no Horto Florestal(Salvador-BA). Mas se você por algum motivo não poderá participar, divido contigo agora uma explicação sobre esse assunto:

Vamos lá! DUAS DICAS:

PRIMEIRO: Roteiro não é história. Você precisa ter uma história para em seguida roteirizá-la. Para ilustrar isso, pense o seguinte: Uma editora contrata você e um outro profissional – um de vocês vai desenvolver o roteiro da HQ e o outro vai desenhar. Mas o objetivo é desenvolver uma narrativa da obra de Jorge Amado “Gabriela Cravo e Canela”. Então, a história já existe. O que um de vocês fará é desenvolvido o processo de roteirização.

SEGUNDO: Se a história não existisse, então, o argumentista (como argumento, nesse caso, você deve entender “história”. Não estou me referindo a argumento no cinema) vai desenvolver antes de tudo o Story line. E o que é story line? Story line é um resumo da história em aproximadamente 5 linhas.
Aguarde a próxima dica. Abraço!

Se você tem interesse em obter mais informações sobre a Oficina de Quadrinhos, entre em contato pelo email: oficinahq@hotmail.com

# Wilton Bernardo
Designer gráfico e artista visual
Gestor do curso de Quadrinhos Oficina HQ e da marca Laço Afro
Portfolio: http://www.wiltonbernardo.com | Email: wiltonbernardo@hotmail.com

Oficinas de Desenho e de HQ em Salvador


Inscrições abertas
Oficinas de Quadrinhos e de Desenho aos sábados

Aulas de artes gráficas prometem muita criação e movimento para os sábados de julho, agosto e setembro em Salvador! São as Oficinas de Desenho que acontecerão às tardes no Museu Carlos Costa Pinto e as Oficinas de Quadrinhos que acontecerão às manhãs no Horto Florestal. A realização da Ação Cultural Oficina HQ, coordenada pelo artista visual Wilton Bernardo tem o objetivo de movimentar a cena das artes gráficas em Salvador dando alternativas para quem gosta e deseja se aprimorar na área.

Oficina de Desenho
Com a proposta de realizar exercícios, ensinar técnicas de desenho, criar personagens e estimular a prática da escrita (de forma lúdica e espontânea), estimulando o desenvolvimento da percepção visual, a Oficina de Desenho será realizada no Museu Carlos Costa Pinto, para crianças de 8 a 12 anos. As aulas serão ministradas por Wilton Bernardo e Isadora Sabar. São apenas 12 vagas para garantir que os alunos recebam toda a atenção necessária.

Oficina de Quadrinhos
A proposta da Oficina de Quadrinhos é abordar as etapas de construção de uma HQ, partindo da proposta, analisando publicações e personagens de sucesso passando por experimentações como criar personagens, desenho, roteiro, análise de recursos narrativos e simbologia das cores, além de falar sobre registro de personagens e direito autoral. As aulas acontecerão no Estúdio Foto e Design, no Horto Florestal de Brotas, e são disponibilizadas apenas 10 vagas.

Todos os professores que atuam na Oficina HQ são graduados, além de terem capacitação específica aos temas que abordam. Wilton Bernardo, idealizador da Ação Cultural já realizou, através da Oficina HQ, dezenas de Oficinas em parceria com espaços como EBEC, Aliança Francesa, ACBEU, Faculdade Ruy Barbosa e o Museu Carlos Costa Pinto, com o qual já tem parceria de longa data. Muitas exposições online e em galerias também foram promovidas para estimular e valorizar os artistas gráficos, alunos ou não.

Serviço:
1) Oficina de Desenho (8 a 12 anos)
Local: Museu Carlos Costa Pinto, Corredor da Vitória, Salvador-BA
Horário: 15 às 17h
Período: aos sábados, de 21/7 a 15/9/18 (não haverá aula no dia 8/9)
Investimento: 2x R$ 240

2) Oficina de Quadrinhos (estudantes a partir de 14 anos, para adolescentes e adultos)
Local: Estúdio Foto e Design – Rua Waldemar Falcão, 586, Horto Florestal de Brotas, Salvador-BA
Horário: 9 às 11h, aos sábados
Período: aos sábados, de 21/7 a 15/9/18 (não haverá aula no dia 8/9)
Investimento: 2 x R$ 240

Informações e inscrições:
whatsapp (71)99305-9093
Instagram: @wilton_bernardo ou @oficinahq
Facebook: oficinaHQoficial
Email: oficinahq@hotmail.com

:: Wilton Bernardo é o criador da marca Laço Afro (@lacoafro) e da Ação Cultural Oficina HQ que além de dar nome a este Blog, assina outros produtos culturais e educativos, realizados desde setembro/2003; entre as ações estão as Oficinas de Quadrinhos, Oficinas de Desenho e Exposições coletivas de artes gráficas diversas

Gutemberg Cruz entrevista Wilton Bernardo

fui entrevistado pelo querido Gutemberg Cruz, um jornalista que admiro muito pois há muito tempo já faz parte de minha história. Sabe por quê? Quando eu era adolescente, o segundo Curso de Quadrinhos que participei na vida, foi ministrado por ele! E foi justamente como atividade final deste curso de História dos Quadrinhos na Fundação Casa de Jorge Amado, que criei um dos meus pesonagens “Dona Dedé” que hoje tem uma página com POST curtido e complartilhado por mais de 1.000 pessoas! Na entrevista falamos sobre esta personagem, sobre minhas inspirações para criar, sobre os personagens que sou co-autor com o Carlinhos Brown (Paxuá e Paramim) e cuja primeira publicação foi ilustrada por mim em 2012, entre muitos outros assuntos.

Parte da entrevista:

Gutemberg Cruz- Qual a informação que alimenta o seu trabalho?

Wilton Bernardo – O que alimenta o meu trabalho, definitivamente é a pesquisa. É como trilhar um caminho que não se sabe onde vai dar, mas é o norte, pra acertar, ou no mínimo, fazer algo dentro do que foi proposto, do que foi desejado.

GC – O que você mais gosta de fazer hoje?

WB – Criar. O meu grande tesão sempre foi e acredito que será sempre criar. Seja o que for, dentro das artes gráficas, do design. Criar soluções, inventar. Sempre tem uma ou outra pessoa que fala “Nada se cria, tudo se copia”, e essa frase, definitivamente não me representa.. rsrsrs

Eu percebi isso em mim, sabe quando? Quando eu desejei trabalhar na empresa de Maurício de Souza. Teve uma época em que eu cheguei a fazer algumas etapas de avaliação. Bom, para apresentar Dona Dedé, tive o maior entusiasmo, responder as perguntas que era uma outra etapa, foi tudo bem, mas na hora de desenhar os personagens do Maurício…. eu simplesmente não fazia… e eu admiro muito toda a história daquele homem. Admiro demais! Mas a questão começou a ficar claro pra mim: o meu tesão era criar, não copiar, não representar criações de outros. Claro que eu respeito todos que fazem, graças a Deus, existem diversas funções dentro dessa indústria, e cada pessoas tem um prazer, seja roteirizar, desenhar, arte finalizar, colorir, enfim. O importante é fazermos aquilo que realmente nos deixa feliz.

GC: Em 2012 você criou os personagens Paxuá e Paramirim. Conte sobre eles

WB – O livro Paxuá e Paramim, foi publicado em 2012 com 2 índios crianças que se preocupam com o meio ambiente, preservação da natureza . O texto é do Carlinhos Brown cuja produção me convidou para ilustrar a história infantil. Mas quando fui me reunir com a produtora, ainda não existiam os personagens, havia apenas os nomes Paxuá e Paramim. Então eu desenvolvi a estética, a imagem dos personagens. Não tinha como ilustrar sem criar primeiro os personagens. Então, depois dos personagens criados, ilustrei o livro infantil que foi distribuído durante uma exposição de artes plásticas que o cantor fez na Caixa Cultural de Brasília.

Quer ler a entrevista completa? Acessa veja na íntegra, publicada no Blog do Gutemberg Cruz acessando o link “ENTREVISTA com Wilton Bernardo”.

:: Wilton Bernardo é o criador da marca Laço Afro (@lacoafro) e da Ação Cultural Oficina HQ que além de dar nome a este Blog, assina outros produtos culturais e educativos, realizados desde setembro/2003; entre as ações estão as Oficinas de Quadrinhos, Oficinas de Desenho e Exposições coletivas de artes gráficas diversas