A Disney é dona de tudo que você vai ver no cinema nos próximos anos

Walt_disney_pictures

Animados com o segundo filme dos Vingadores, com o filme do Homem Formiga e com toda a fase 3 da Marvel que começará no ano que vem? E com a volta de Guerra nas Estrelas ao cinema, que ressuscita com não apenas uma nova trilogia mas também uma nova grife para lançar filmes desconectado da saga dos Skywalker? E com a futura adaptação para o clássico anime Ghost in the Shell? O próximo Alice no País das Maravilhas ou o próximo Piratas do Caribe? A continuação de Nemo? O próximo filme do Spielberg com o Tom Hanks? O novo Toy Story?

Disney, Disney, Disney. Disney, Disney. Disney. Disney, Disney. Disney. Disney. A maioria dos filmes que você vai assistir nos próximos anos é de propriedade pela casa de Walt Disney. Marvel, Lucasfilm e Pixar são apenas algumas marcas sob as orelhas pretas do rato corporativo mais famoso do mundo.

A imagem acima (twittada pela repórter Christina Warren) mostra a previsão de lançamentos que a empresa anunciou na CinemaCon, convenção de cinema realizada esta semana em Las Vegas, nos EUA. Disseco-a abaixo, com os meses de previsão de lançamento nos EUA:

• Vingadores – A Era de Ultron – maio de 2015
• Tomorrowland – maio de 2015
• Divertida Mente – junho de 2015
• Homem-Forminga – julho de 2015
• Ponte de Espiões – outubro de 2015
• O Bom Dinossauro – novembro de 2015
• Star Wars: Episódio VII – O Despertar da Força – dezembro de 2015
• Os Melhores Momentos – janeiro de 2016
• Zootopia – março de 2016
• O Livro da Selva – abril de 2016
• Capitão América: Guerra Civil – maio de 2016
• Alice no País das Maravilhas: Através do Espelho – maio de 2016
• Procurando Dory – junho de 2016
• The BFG – julho de 2016
• Meu Amigo o Dragão – agosto de 2016
• Doutor Estranho – novembro de 2016
• Moana – novembro de 2016
• Star Wars Anthology: Rogue One – dezembro de 2016
• A Bela e a Fera – março de 2017
• Ghost in the Shell – abril de 2017
• Guardiões da Galáxia 2 – maio de 2017
• Star Wars: Episode VIII – maio de 2017
• Toy Story 4 – junho de 2017
• Piratas do Caribe: Mortos Não Contam Histórias – julho de 2017
disney-2015-2017

E além destes, ainda há projetos já anunciados até 2019:

• Thor: Ragnarok – novembro de 2017
• Animação da Pixar ainda sem título – novembro de 2017
• Animação da Disney ainda sem título – março de 2018
• Vingadores: Guerra Infinita Parte 1 – abril de 2018
• Animação da Pixar ainda sem título – junho de 2018
• Pantera Negra – julho de 2018
• Capitã Marvel – novembro de 2018
• Animação da Disney ainda sem título – novembro de 2018
• Vingadores: Guerra Infinita Parte 2 – maio de 2019
• Inumanos – julho de 2019

São mais de trinta filmes e com certeza você cogitará assistir à maioria, seja em pré-estreias, na fila pra comprar ingresso no cinema ou quando estrear na TV por assinatura. De um jeito ou de outro, é dinheiro indo pra Disney.

O problema da Disney é que eles praticamente não investem em novas franquias, preferindo apostar em histórias e personagens conhecidos do grande público. Por isso a imensa maioria dos filmes é composta por continuações, remakes e adaptações.

Anúncios

Contos de fadas viram Quadrinhos

Capa Contos de Fadas em Quadrinhos V2 DS.indd
Quando foi chamado para organizar o livro Contos de fadas em quadrinhos (Galera Junior), Chris Duffy, renomado escritor e editor de HQs, se viu, segundo ele, numa pesquisa “deliciosa”: a leitura do maior número de contos de fadas possível, em aproximadamente dois meses.

Depois, o árduo foi escolher quais seriam transformados em histórias ilustradas. Dezessete fábulas, entre narrativas dos Irmãos Grimm, outras bem conhecidas e contos folclóricos não europeus, foram selecionadas e viraram o livro Conto de Fadas em Quadrinhos.

Duffy ainda tentou equilibrar na triagem contos que contemplassem heróis e heroínas. Para cada história um cartunista de peso foi eleito e recebeu a missão de fazer sua própria releitura do conto para os quadrinhos. O resultado são recontos com bom humor, muita cor e formas inéditas.

Algumas fábulas se mantêm fiéis aos originais. Mas outras trazem reviravoltas divertidas e, muitas vezes, emocionantes. Ao todo, dezessete histórias ganham nova roupagem, colorido e humor. Uma nova maneira de interpretar antigas histórias. E de conhecer muitas outras.

O livro, do Grupo Editorial Record, já está à venda nas livrarias do país. Custa R$ 55,00 e possui 128 páginas.

Sobre o autor

Chris Duffy trabalhou como editor para a Nickelodeon Magazine por 13 anos. O cartunista já escreveu roteiros para os quadrinhos Superman Adventures, Scooby-Doo, Batman Chronicles e Rugrats Comic Adventures, e atualmente vive com a família em Cold Spring, em Nova York.
OFICINA-Quadrinhos-banner

Batman bate Thor e é o super-herói mais popular do YouTube

Batman_bate_Thor
No alto de seus 74 anos, Batman ainda é capaz de cativar (e muito) os fãs de quadrinhos e cinema. Segundo pesquisa feita pelo site de vídeos YouTube, o super-herói vivido pelo milionário Bruce Wayne é o mais popular do mundo.

A pesquisa, que faz parte da “Semana Geek”, registra quantas vezes e por quanto tempo os vídeos de cada personagem foram visualizados no site.

Batman ficou no topo, com mais de 3 bilhões de visualizações, em mais de 71 mil horas de vídeo em uma semana.

Na segunda colocação está Thor, da Marvel, que está prestes a estrelar sua segunda superprodução nos cinemas.

Os oito primeiros colocados contam com filmes recentes produzidos em Hollywood.

Veja o ranking da Semana Geek:

1. Batman (7 bilhões de visualizações / 71 mil horas)
2. Thor (2,1 bilhões de visualizações / 66 mil horas)
3. Super Homem (1,7 bilhões de visualizações / 14 mil horas)
4. Homem de Ferro (1,4 bilhões de visualizações / 20 mil horas)
5. Os Vingadores (1 bilhão de visualizações / 31 mil horas)
6. Wolverine (540 milhões de visualizações / 7,8 mil horas)
7. Homem Aranha (340 milhões de visualizações / 7,4 mil horas)
8. Capitão América (280 milhões de visualizações / 4,9 mil horas)
9. Liga da Justiça (220 milhões de visualizações / 3,2 mil horas)
10. Deadpool (200 milhões de visualizações / 8,9 mil horas)

Fonte: UOL

Lançamento do game Injustice: Gods Among

??????????????????????

A Warner Bros. e a DC Entertainment anunciaram hoje que uma demo de Injustice: Gods Among Us estará disponível para Xbox 360 e PlayStation 3. A demo estará disponível a partir de amanhã 3 de abril na PlayStation Network e Xbox LIVE Marketplace.

O filme que acompanha o jogo é a animação “Liga da Justiça: Legião do Mal”, que conta a história de um grupo de vilões que consegue derrotar a equipe de super-heróis. A culpa da tragédia é de Batman, que mantinha um arquivo com todos os pontos fracos de seus amigos. O arquivo é roubado e usado contra a Liga da Justiça.

Injustice: Gods Among Us chegará ao Brasil totalmente em português e com as vozes dos dubladores oficiais dos personagens nos filmes e séries de TV. Ettore Zuim, a voz por trás de Batman, na trilogia O Cavaleiro das Trevas e Guilherme Briggs, responsável pela dublagem do Superman nos desenhos animados, são alguns dos profissionais que participaram do processo de localização do game. Apenas a versão oficial vendida no Brasil do game trará as vozes em português.

Além dessa grande novidade, o game chega às lojas brasileiras com uma edição especial que inclui a animação “A Liga da Justiça: Doom, A legião do Mal”, em Blu-ray para PS3 e em DVD para Xbox 360, lançada no país exclusivamente para o pack. A edição limitada brasileira também trará skins para download do mega sucesso Batman Arkham City, para os personagens do homem morcego, da Mulher Gato e do vilão Coringa.

Injustice: Gods Among Us está programado para ser lançado a 18 de Abril de 2013 na América do Norte e Brasil, seguindo-se na Austrália a 17 de Abril e 19 de Abril na Europa para PlayStation 3, Xbox 360 e Wii U.Também será editado no Japão a 9 de Junho para PlayStation 3 e Wii U. A pré venda do game ocorre dia 16/04/2013

Fontes:

jogos.uol
brasilgamer
techtudo

Publicidade:

banner_oficina_hq_abril_2013

Elenco de Os Vingadores se apresentará na cerimônia do Oscar

vingadores_elenco
Os produtores da cerimônia do Oscar, Craig Zadan e Neil Meron, confirmaram que cinco integrantes do elenco de Os Vingadores estarão presentes no evento para apresentar o prêmio de uma das categorias. Os cinco atores serão Robert Downey Jr., Chris Evans, Samuel L. Jackson, Jeremy Renner e Mark Ruffalo.

Como nada foi mencionado sobre Scarlett Johansson e Chris Hemsworth, eles não devem participar da reunião.

“Estamos felizes em reunir o elenco dos Vingadores para apresentar o nosso programa. O público que gostou do filme de maior sucesso do ano passado ficará animado em ver esses ótimos atores juntos novamente”, elogiaram os produtores.

Os Vingadores também concorre a um prêmio no evento, pois foi indicado na categoria de efeitos visuais.

O Oscar acontecerá no dia 24 de fevereiro, com Seth MacFarlane como mestre de cerimônias.

Fonte: Universo HQ

Em cena cortada de “Os Vingadores”, Capitão América relembra o passado

Uma cena cortada de “Os Vingadores” caiu na internet nesta quarta-feira (5). Na sequência, Steve Rogers (Capitão América), vivido por Chris Evans, relembra o passado ao assistir a cenas antigas, na época em que era o herói da Segunda Guerra Mundial. Após ver as cenas, Steve Rogers encontra o registro militar de seu grande amor, Margaret Carter. Assista à cena aqui.

A cena ainda conta com a participação especial do escritor e empresário Stan Lee, um dos criadores da Marvel e que já apareceu em outros filmes da empresa, como “Homem-Aranha”. Rogers e o personagem de Lee trocam algumas palavras na mesa de um café. Essa e outras cenas que ficaram de fora do filme exibido nos cinemas poderão ser vistas no DVD/Blu-Ray do longa.

Neste domingo (2), “Os Vingadores” alcançou uma marca histórica ao arrecadar US$ 1,5 bilhão nas bilheterias. De acordo com o site Hollywood Reporter, a marca foi alcançada graças a ação agressiva que os cinemas fizeram para o Dia do Trabalho, feriado que é comemorado nos Estados Unidos na primeira segunda-feira de setembro.

O filme é terceiro longa-metragem a obter a quantia, atrás apenas de Avatar (US$ 2,78 bilhões) e Titanic (US$ 2,18 bilhões).

Fonte: UOL

Marvel planeja série de televisão no universo de Os Vingadores

Imagem ilustrativa

 

De acordo com o site Deadline, a Disney e a Marvel estão procurando capitalizar mais em cima do sucesso de Os Vingadores. Além das continuações para o cinema, está sendo estudado também um seriado para a televisão.

O estúdio está conversando com o canal ABC, que também pertence ao grupo Disney, para fazer uma série dramática que se passa no mundo do grupo de heróis da Marvel. A conexão com os longas-metragens seriam leves, pois, apesar de as histórias terem alguns temas parecidos, não trariam qualquer personagem da adaptação cinematográfica.

O projeto ainda está nas conversas iniciais, explorando as possibilidades do que a série poderia mostrar. Uma delas é que o seriado seja policial.

Hulk também está sendo desenvolvido para a televisão, sob supervisão de Guillermo Del Toro. O plano é que o episódio-piloto seja exibido na temporada 2013-2014.
Fonte: Universo HQ

Publicidade:
_______________________________________________________

A criação do HULK digitalmente para o filme “Os Vingadores”

Hulk roubou a cena em “Os Vingadores” da Marvel e muito disso tem a ver com o trabalho minucioso sobre os efeitos especiais. Saiba tudo sobre ele através deste vídeo.
_____________________________________________________________

Hulk stole the show in Marvel’s the Avengers and a lot of that has to do with the meticulous work on the special effects. Learn all about it via this link from the MediaFreaks 3D Animation Studio Blog.

Fonte: Mediafreaks Blog Estúdio de Animação 3D

Festejado pelos fãs, Hulk puxa o grande sucesso de Os Vingadores

Já foi assistir a Os Vingadores – The Avengers, o filmaço de Joss Whedon? Deve ter ido, sim, afinal a saga do grupo de super-heróis da Marvel já é o longa-metragem mais visto no Brasil, com arrecadação de R$ 104,5 milhões, passando Tropa de Elite 2 (2010) e Avatar (2009). No mundo,  ele já ocupa a quarta posição dos filmes mais vistos de todos os tempos, com US$ 1,184 bilhão de bilheteria.

Pois bem, se já esteve no cinema, torcendo pelos mocinhos poderosos, reparou na excelente caracterização dos paladinos. Em especial o Hulk de Mark Ruffalo. Gente, o que é aquilo? O Verdão é tão bem realizado que rouba a cena até do já consolidado Homem de Ferro de Robert Downey Jr., que, reza a lenda, recebeu bons US$ 50 milhões para vestir a armadura do bilionário Tony Stark.

É a redenção do alter ego do cientista Bruce Banner, apresentado no cinema com pouca justiça em outros dois momentos, embora vivido por atores de substância dramática, como Eric Bana (Hulk/ 2003) e Edward Norton (O Incrível Hulk/2008).

Claro que muito se deve ao talento do nerd Joss Whedon, que assina roteiro e direção do filme. Mas, sem a delicadeza low profile de Mark Ruffalo para compor o popular personagem no tom certo, os fãs não estariam tão satisfeitos.
Sensível O ator americano de 44 anos, casado há oito, pai de três meninas, tem a sutileza ideal para atingir as nuances de seu personagem, um cientista brilhante que, atingido por raios gama, desenvolve um alter ego monstruoso, desencadeado quando há descontrole emocional. Seu Hyde pessoal é um gigante verde de três metros, com selvageria suficiente para dar cabo de boa parte da civilização.
Ruffalo o interpreta dosando culpa, infelicidade, cinismo e um ódio – o tempo inteiro refreado – pelo exílio afetivo compulsório. No filme, pratica filantropia na Índia, na esperança de adquirir bom carma para compensar barbaridades de outros tempos.

A compreensão do ator sobre o personagem também ajuda muito: “Mais velho, Bruce Banner chegou a um ponto em que conseguiu finalmente fazer as pazes com seus demônios interiores, sabe mais completamente quem ele é. Os gregos acreditavam que, quando uma pessoa tinha um acesso de fúria, ela estava sendo possuída pelos deuses. Trabalhamos com essa ideia, de quem Bruce Banner era, o que ele perdia e o que mantinha quando se transformava no Hulk”.
Continuidade 
O resultado foi tão positivo que o ator assinou um contrato para seu Hulk aparecer em mais seis filmes da Marvel, incluindo aí possíveis continuações de Os Vingadores, um solo do Verdão (ambos serão lançados em 2015) e, quem sabe, até um crossovers – aqueles duelos comuns de heróis.

“A experiência foi incrível, eu me diverti muito fazendo o Hulk. O filme é empolgante, bem escrito e tem humor. Não é uma coisa barata, sabe? O humor casa perfeitamente com os personagens”, opina Mark Ruffalo, que fez toda a atuação do Hulk usando um traje de captura de movimento – no set, antes, durante e depois das filmagens.

Por isso, o monstro é tão real, tem sua humanidade preservada não só nos movimentos mas também na expressão facial. Não parece descolado do filme quando aparece, como nos anteriores.  Esse humor citado por Ruffalo, por exemplo, é um ganho.  Quer testar? Pergunte a seus amigos quais as cenas mais legais de Os Vingadores. Pode esperar como resposta pelo menos três ou quatro com Hulk. Fica a dica: a que ele surra Loki (Tom Hiddleston) é para se guardar da memória.

Brasil 
Criado em 1962 por Stan Lee (texto) e desenhado por Jack Kirby (1917-1994), Hulk apareceu pela primeira vez no Brasil na revista Super X, da Editora Ebal, lançada no ano de 1966 como parte da campanha promocional dos chamados Super-Heróis Shell, com distribuição gratuita nos postos de gasolina. Ele dividia a cena com outro super-herói: Namor, o Príncipe Submarino.

A primeira vez que o Hulk teve uma revista própria e com seu nome foi em 1972, na Editora GEA. Em 1975, a Bloch  lançou uma HQ só dele, republicando as primeiras aventuras. Daí, pulou para a RGE no início dos 80 e, em seguida, para a  Abril, que o publicou até a virada do milênio.

Após esse período, tudo o que era da Marvel, no Brasil, passou a sair pela gigante Panini. Mas, agora, o Verdão não tem revista própria. Tomara que, com esse hype todo, ele recupere sua HQ

Fonte: Jornal CORREIO (Doris Miranda doris.miranda@redebahia.com.br )

Mundo dos Super-Heróis 33 já nas bancas

Dossiê Os Vingadores
Uma edição imperdível para curtir ainda mais o filme do ano

Os maiores super-heróis da Terra já conquistaram a maior bilheteria do gênero – mais de 1 bilhão de dólares – e mostram que tem fôlego para ir mais longe. Cheio de cenas de ação, atores renomados e personagens clássicos, Os Vingadores se tornou fenômeno mundial.

A revista Mundo dos Super-Heróis 33 traz mais de 20 páginas com a história do grupo, detalhes da produção, escolha do elenco, origem nas HQs, ligação entre os filmes-solo da Marvel e muitas curiosidades. Além disso, a revista conta com dois pôsteres centrais – de um lado, uma linha do tempo dos heróis nos quadrinhos e, do outro, uma imagem do grupo na produção cinematográfica.

Muito mais:

Além dos Vingadores, a revista traz muitas outras reportagens interessantes:

Will Eisner (9 páginas)
Saiba mais sobre o roteirista e desenhista que criou o herói Spirit e influenciou os caminhos da indústria dos quadrinhos.

The Big Bang Theory (7 páginas)
Conheça a história, os personagens e as curiosidades da badalada série com cientistas nerds apaixonados pelo mundo pop.

Heróis da Bloch Editores (8 páginas)
A trajetória e as curiosidades da polêmica Bloch, que até hoje divide opiniões entre os leitores brasileiros.

Marvel Anime (7 páginas)
Iron Man, Wolverine, X-Men e Blade: as impressionantes animações japonesas com heróis da Marvel produzidas pelo estúdio Mad House.

Homens de Preto III (6 páginas)
Os que esperar da nova superprodução dos cinemas que estreia dia 25/5. Inclui bastidores, curiosidades e origem das HQs.

Coadjuvantes muito especiais (5 páginas)
Superman e Kennedy, Capitão América e Reagan, Tocha Human e Hitler… Os mais curiosos encontros entre heróis das HQs e personalidades.

Novidades em action-figures (4 páginas)
Confira o que aconteceu na Abrin, a terceira maior feira de brinquedos do mundo, que contou até com a presença de Chris Evans, o Capitão América do cinema.
Peneira Pop (7 páginas)
Notícias e afins: detalhes da QuantaCon; entrevista com Chris Peter, a brasileira que concorre ao prêmio Eisner; Supergirl em Cosplay; tabela de cursos e eventos do período…

Mundo Bonelli: Trabalho dos sonhos (1 página)
A trajetória de Júlio Schneider, o fã brasileiro de Tex que se tornou o tradutor dos heróis Bonelli.

Superleitores (4 páginas)
Comentários e análise de desenhos de leitores.

Recebemos (4 páginas)
Resenhas de HQs e DVDs
Não perca tempo: compre já a sua!

Interessados em fazer assinatura e receber as edições com mais rapidez?
Segue o contato: (11) 3038-5050 ou 0800 8888 508 ou acesse www.europanet.com.br/superheroi

:: Oficina HQ