Já assistiu DEATH NOTE?

Existe Mangá e Anime (45 episódios dublados. Todos os outros 44 episódios estão disponíveis no youtube).
Death Note (“Caderno da Morte”) é uma série de mangá escrita por Tsugumi Ohba e ilustrada por Takeshi Obata.
A história centra-se em Light Yagami, um estudante do ensino médio que descobre um caderno sobrenatural chamado Death Note, no qual pode matar pessoas se os nomes forem escritos nele enquanto o portador visualizar mentalmente o rosto de alguém que quer assassinar.[5] A partir daí Light tenta eliminar todos os criminosos e criar um mundo onde não exista o mal, mas seus planos são contrariados por L, um famoso detetive particular. (Texto: Wikipedia)

:: Wilton Bernardo
+ Coordenador e professor da Ação Cultural Oficina HQ
+ Criativo do Estúdio Laço Afro
+ Graduado em Artes Visuais pela Universidade Federal da Bahia
Site: http://www.lacoafro.com
@oficinahq
@lacoafro
#WiltonBernardo #OficinaHQ #LaçoAfro #arte #narrativaGráfica #Desenho #desenhoAnimado #CursoDeDesenho #CursodeQuadrinhos #HQ #DeathNote # TsugumiOhba # TakeshiObata

HQ: Quanto vale a sua ideia?


VALORIZE SUA IDEIA. PESQUISE.
Consideremos o ponto de partida como A IDEIA INICIAL, certo? Aquilo que surge e toma toda a nossa atenção, nos mobiliza, nos empolga.
“quero criar um herói com poderes intuitivos”, ou “quero desenvolver uma história em Quadrinhos que fale sobre um trecho da história do Brasil”, ou “quero criar tirinhas que abordem o universo dos animais abandonados”, algum estímulo inicial precisa surgir, brotar de você.
Mas depois dessa ideia inicial, o que você faz com esse estímulo?
Você pode até não ter feito nenhuma história em Quadrinhos antes, mas você com certeza já teve várias ideias para realizar outras coisas. E eu vou te perguntar:
O que você fez com as ideias super interessantes que já teve?
Acho que vale uma reflexão, para poder perceber o que cada um de nós tem feito com as ideias que temos. Colecionamos? Guardamos todas em anotações e seguimos vivendo? Colocamos em prática, organizamos, desenvolvemos as ideias, pesquisamos , planejamos e as transformamos em realidade?

Quando pergunto “Quanto vale a sua ideia?”, na verdade o que desejo saber é: quão importante, interessante você considera a sua ideia? Que tipo ou tempo de pesquisa você tem dedicado a cada ideia interessante que você tem? E para a sua próxima ideia a ser materializada através da artes das histórias em Quadrinhos, que tempo pensa em dedicar à pesquisa? Ao desenvolvimento da sua ideia?
Ou você é daqueles que ao se deparar com uma ideia, corre prontamente para produzir, sem pesquisa, sem apuração de dados, sem análise de material levantado (se fez algum tipo de levantamento)?
Tudo que foi dito ou colocado como interrogações até aqui é para lhe alertar sobre o seguinte:

Na hora de construir sua história em quadrinhos, é importante demais você ter essa noção e entendimento: sem pesquisa, você corre o gigantesco e provável risco de ficar na superficialidade, ficar com construções genéricas, onde só resta ao leitor encontrar um material sem ineditismo, ainda que a ideia “pareça legal”. E pior: por não ter uma pesquisa que possibilite detalhes específicos, só restará ao leitor ficar no campo das comparações, com a sensação de estar acessando um conteúdo que se parece com outros já fartamente conhecidos.
Valorize sua ideia! Pesquise!
Assim, conseguirá desenvolvê-la, com o seu jeito, com seu DNA, com especificidades que diferenciam seus personagens e sua história de outras, ainda que tenha algo em comum.

:: Wilton Bernardo
– Coordenador da Oficina de Quadrinhos e Desenho “Oficina HQ” ( @oficinahq );
– Criador da marca Laço Afro ( @lacoafro );
– Artista visual, Designer Gráfico ( http://www.wiltonbernardo.com )

Onde está o desenhista na sociedade atual?

Foi essa a pergunta que eu fiz na véspera do dia mundial do Desenhista – 15 de abril!
Compartilhei um vídeo com esta pergunta e tive ótimas respostas. Compartilho duas delas, sem antes, contudo, dar uma pista. Então vamos lá! Lhe convidando a fazer a seguinte reflexão: observe nas roupas que veste, observe nos objetos utilitários ou decorativos, observe a arquitetura de sua cidade, observe os carros. Será que você já consegue perceber a presença do desenhista nos processos de pesquisa, produção, construção de todas essas coisas citadas?

“O desenhista está em toda a atividade humana, desde as artes plásticas, da arquitetura, da publicidade e design entre outras. A cada época existe um olhar especial desses artistas, principalmente nos quadrinhos que atravessou décadas para se tornar arte”
Gutemberg Cruz, jornalista, escritor e pesquisador de Quadrinhos

“Creio que em nossa vida contemporânea o desenhista tem presença total. Em tudo está incluído o desenho, em todas as áreas ….o desenho é universal…. e assim você desenhista deve se considerar! Linguagem única”
Margatitta Lamegho, Artista Plástica, professora aposentada da Escola de Belas Artes da UFBA


Além dessa constatação que amplia nosso olhar, e nos faz refletir sobre a atuação do desenhista nos dias que correm, eu pontuei vários períodos históricos em que o desenho foi super importante, e levei todo esse resgate que afirma a grande importância do desenhista para a sociedade de qualquer época, mesmo ante da formal criação da linguagem escrita, lá estava ele, o DESENHO, incrivelmente importante, e as pinturas rupestres endossam esta afirmação. Outro momento? Pense nas tumbas egípcias. Pense no momento de criação do papel (pelos chineses ano VI a.C.); quem tal lembrar da revolução industrial ou do surgimento da primeira revista em Quadrinhos do Super Homem?! Depois dessa, surgiram centenas de outras revistas em Quadrinhos!
Como pode ver, há muitos momentos não apenas para perceber a importância dos desenhos. Eu arrisco dizer que se em alguns momentos o desenho ajuda a registrar passagens importantes da nossa cultura, nossa história, em outros momentos, ele é parte fundamental de construções dessa história.


E para finalizar essa pincelada do que foi a palestra que realizei no Centro Universitário UniRuy, Avenida Paralela, Salvador-BA, a convite do Coordenador do Departamento de Design, professor José Wilker, eu não poderia deixar de citar o momento em que o desenho é super importante para cada um de nós. Isso mesmo, o desenho é importantíssimo para todas as crianças, principalmente até os 4 anos de idade, quando não temos domínio nem da língua falada ou da escrita. Pois lá está ele, o desenho, e nós desenhistas, aprendendo a organizar idéias, refletir, exercitando a imaginação, e nos expressando, registrando o que percebemos.


DESENHO, uma das etapas abordadas no Curso de Quadrinhos
No primeiro sábado de maio será iniciado o Curso de Quadrinhos da Oficina HQ em parceria com o Centro Universitário UniRuy e o Museu Carlos Costa Pinto. Cada Instituição parceira sediará uma turma. No UniRuy acontecerá das 9:30 às 11:30h, em 12 sábados, o curso de HQ para adolescentes e adultos. Já no Museu, será o espaço para a turma das crianças das 15 às 17h, durantes 8 sábados.
Para os interessados em participar do curso de HQ, segue contatos:
Email: oficinahq@hotmail.com
Instagram: @oficinahq
ZAP: (71)99305-9093

:: Wilton Bernardo (@wilton_bernardo) é artista visual, criador da Ação Cultural Oficina HQ (@oficinahq) e criador da Marca Laço Afro (@lacoafro)
http://www.wiltonbernardo.com

Inscrições abertas para curso de quadrinhos com Wilton Bernardo


A Oficina HQ, comandada pelo artista visual Wilton Bernardo, está com inscrições abertas para a formação das turmas do seu reconhecido curso de quadrinhos. Previstas para iniciar em 6 de abril, as aulas acontecem no Museu Carlos Costa Pinto e no Centro Universitário UniRuy, instituições parceiras do projeto que contempla adultos e crianças a partir de 8 anos de idade.
“São 16 anos à frente dessa iniciativa e, nesta edição, uma das novidades é para a turma das crianças entre 8 e 12 anos. Agora, além de desenhar e criar personagens, haverá um leque de conteúdos e atividades que estimularão a leitura, a produção textual e maior entendimento sobre os recursos narrativos para que, de forma lúdica, os alunos experimentem a construção de uma história em quadrinhos” explica Wilton. São 8 encontros que acontecem no Museu Carlos Costa Pinto, sempre nos sábados à tarde, das 15h às 17h.

Já para os adolescentes (a partir de 14 anos) e adultos serão 12 aulas, todas no Centro Universitário UniRuy e também aos sábados, porém pela manhã. Nessa turma o que há de novo é o conteúdo de introdução à pintura digital com Photoshop e tablet em 3 encontros, além de recursos narrativos, roteiro, storyboard, storyline, desenho, simbologia de cores e criação de personagens.
Os interessados em fazer a inscrição ou saber mais informações sobre o curso, podem entrar em contato através do telefone (71) 99305- 9093, do Instagram @oficinahq ou pelo e-mail oficinahq@hotmail.com.

OS PARCEIROS
A Centro Universitário UniRuy busca em sua essência empoderar seus alunos para alcançarem seus objetivos de carreira e pessoais. Pensando nisso a coordenação dos cursos de Publicidade e Propaganda, Design Gráfico, Design de Produto e Design de Interiores da Ruy se unem no apoio a este projeto através do coordenador e professor José Wilker M. Araújo (email: Jose.araujo@frb.edu.br).

O Museu Carlos Costa Pinto reúne no seu acervo de artes decorativas, dos séculos XVII ao início do XX, um verdadeiro testemunho dos valores artísticos e culturais da Bahia Colonial e Imperial. Além da exposição do seu inestimável acervo, promove exposições temporárias, desenvolve intensa programação cultural e possui um atuante serviço educativo, realizando visitas orientadas e oficinas de arte para estudantes e grupos diversos (email: educativo@museucostapinto.com.br)

Serviço: Curso de Quadrinhos

a) Turma do Centro Universitário UniRuy: para adolescentes(a partir de 14 anos) e adultos
Local: Avenida Luis Viana Filho, 3.230, Paralela, Salvador-BA
Horário: 9:30h às 11:30h
Período: 06/04 a 22/06/2019 (12 encontros)
Investimento: R$ 3 x R$ 280 ou 1 x R$ 840

b) Turma do Museu Carlos Costa Pinto: para crianças de 8 a 12 anos
Local: Museu Carlos Costa Pinto, Corredor da Vitória, Salvador-BA
Horário: 15h às 17h
Período: 06/04 a 25/05/2019 (8 encontros)
Investimento: R$ 2 x R$ 250 ou 1 x R$500

Informações e inscrições:
Tel e zap: 71 99305-9093 (Wilton Bernardo)
Instagram: @oficinahq
Email: oficinahq@hotmail.com
Blog:oficinahq.wordpress.com